Imagem em close de um rosto com espinhas
Ultima atualização: 15 de junho de 2021

Longe de ser um problema de adolescente, a acne atinge mais da metade dos adultos. Nessa fase da vida, ela pode surgir especialmente em alguns momentos, como antes da menstruação, durante a gravidez e até mesmo na menopausa. Geralmente, como consequência de um desequilíbrio dos hormônios, ela é conhecida como a acne hormonal.

Tema do artigo de hoje, aqui você vai aprender suas causas e tratamentos. Fique conosco até o fim para tirar todas as suas dúvidas.




O mais importante

  • A acne pode ser hormonal ou ter outras causas. O dermatologista é o médico indicado para investigar a causa das espinhas. Mas na maioria das vezes o acompanhamento com o ginecologista é indispensável.
  • Em muitos casos, a acne hormonal é tratada com uso de pílulas anticoncepcionais, já que esse remédio atua na diminuição de androgênios, hormônio que favorece o surgimento das espinhas.
  • A escolha do tratamento vai depender do grau de severidade das acnes. Ele pode ser somente na pele ou com medicação.

Acne hormonal: O que você deve saber

A acne é um problema que não incomoda apenas no aspecto visual, ela também interfere na saúde da pele. Portanto, quanto antes identificada a causa e quanto mais cedo ela for tratada, mais efetivo pode ser o tratamento para sua eliminação total. Fique conosco para aprender mais sobre a acne hormonal.

Imagem mostra mulher de perfil com cabelo lavado e rosto machucado com lesões de acne

A acne afeta especialmente as mulheres na fase adulta. (Fonte: SharonMcCutcheon/ Pixabay.com)

Acne hormonal: nossa recomendação dos melhores produtos

Para uma pele saudável e livre de acnes, uma rotina de skin care é essencial. Selecionamos algumas opções para você manter sua pele limpa e hidratada.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre acne hormonal

Primeiro, vamos entender o que é a acne. Acne nada mais é do que cravos e espinhas que aparecem na pele por conta da inflamação das glândulas sebáceas e obstrução dos poros.

O cravo é, na verdade, uma lesão não inflamada, diferente da espinha, que se trata da acne inflamada.

A acne pode ser hormonal ou ter outras causas, como predisposição genética ou ainda surgir por conta de fatores externos, como poluição. De qualquer modo, é bastante comum que ela surja por alterações hormonais.

Você sabia? É o hormônio andrógenos que controla a produção de sebo, e quando ele está em desequilíbrio no organismo, a pele fica mais oleosa e os poros obstruídos, causando espinhas.

Quais as principais causas da acne hormonal?

Sempre que há um aumento dos hormônios andrógenos no organismo, situação conhecida como hiperandrogenismo, haverá maior produção de sebo, podendo resultar em uma pele com acne.

Essa elevação do hormônio pode acontecer por diversos fatores, em diferentes fases da vida.

Puberdade

É nessa fase que os níveis de testosterona ficam elevados, mesmo nas meninas. A puberdade é um período que mexe muito com os hormônios sexuais dos adolescentes, o que deixa apele extremamente oleosa , sendo um ambiente propício para o surgimento das acnes.

Ciclo menstrual

Na tentativa de buscar um equilíbrio hormonal, a pele produz mais sebo. Quando a menstruação está perto de acontecer, os níveis de estrogênio caem, dando mais espaço para a testosterona, que é quem controla a produção do sebo. Junto disso, as bactérias adentram nos poros que estavam fechados e começam a abrir, resultando em espinhas no rosto.

Mulher de olhos fechados e perfil tocando no rosto com espinha.

Quando a mulher está perto de menstruar surgem mais espinhas no rosto. (Fonte: jmexclusives / Pixabay.com)

Gravidez

Os níveis de estrogênio e progesterona oscilam muito durante a gestação. Esse é um período de grandes transformações hormonais e é comum que surjam as temidas espinhas, embora não seja uma realidade de toda gestante. A boa notícia é que com a queda dos hormônios depois do parto a pele tende a voltar ao normal.

Menopausa

Até mesmo mulheres maduras não estão livres da acne hormonal. Mais um período de queda de estrogênio e bastante variação dos hormônios, as espinhas podem surgir devido ao grande desequilíbrio.

Qual o tratamento para a acne hormonal?

O melhor tratamento é a prevenção. Quando a mulher tem um bom hábito de skin care construído, a acne pode ser menos expressiva nos momentos de tanta oscilação hormonal. Especialmente quando essa rotina de cuidados tem produtos específicos para a acne e o acompanhamento de um profissional especializado para evitar o efeito rebote, como o dermatologista.

O anticoncepcional é um dos tratamentos mais indicados para a maioria dos casos da acne hormonal.

Porém, em alguns casos as acnes podem surgir de forma bem severa mesmo com todos os cuidados possíveis. Se esse é o seu caso, o tratamento com medicação pode ser o mais indicado.

O anticoncepcional é um dos tratamentos mais indicados para a maioria dos casos da acne hormonal. Ele influencia nos andrógenos devido a sua concentração de progesterona e estrogênio, reduzindo a produção de sebo.

De qualquer forma, vale lembrar que se trata de um medicamento, inclusive contraindicado para algumas mulheres, e existem outras opções de tratamentos medicamentosos. Por esse motivo, um acompanhamento com o ginecologista também é importante, especialmente quando em parceria com o dermatologista.

Dica: Sua alimentação também pode influenciar na sua pele. A alta ingestão de açúcar pode piorar a acne.

Resumo

A acne hormonal está presente em diversas fases da vida da mulher. Da puberdade à menopausa, as alterações dos hormônios podem aumentar a produção de sebo, resultando em mais espinhas.

Bons hábitos e uma rotina de skin care ajudam a preveni-las. De qualquer modo, pode ser preciso fazer uso de medicamentos em casos mais severos e persistentes. Somente o dermatologista e o ginecologista podem identificar as causas e prescrever o tratamento correto.

(Fonte da imagem destacada: Kjerstin_Michaela / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas