Ultima atualização: 23 de abril de 2020

Como escolhemos

17Produtos analisados

19Horas investidas

3Estudos avaliados

58Comentários coletados

Muito bem-vindo ao Guia de Bem Estar. Hoje vamos falar sobre o body para bebês, a peça queridinha das mamães e papais e um modelo que não pode faltar no guarda-roupas do seu bebê.

O body para bebês é uma peça confortável, versátil – você encontra modelos com manga curta ou comprida – simples de vestir e que facilita bastante a troca de fraldas durante o dia.

No entanto, algumas características devem ser analisadas e comparadas no momento da compra. É sobre esse e outros assuntos que vamos abordar neste artigo. Boa leitura!

Primeiro, o mais importante

  • Você encontra modelos em todos os tamanhos: RN (recém-nascido), P, M, G e GG. A peça pode ser usada por crianças de até um ano de idade, depois dessa fase, outras roupinhas devem ser usadas.
  • Alguns modelos formam conjunto com outras peças de roupa como calça e bermuda. O body também pode vir com alguns acessórios como pano de ombro e babador.
  • O body com “gola americana” oferece maleabilidade que facilita na hora de vestir e trocar o bebê. Depois que a criança estiver vestida, a gola retorna ao seu formato e tamanho originais.

Melhores modelos de body para bebês: Nossos favoritos

Para ajudá-lo a escolher os melhores modelos de body para bebês, preparamos um ranking com excelentes opções de compra. Selecionamos modelos para meninos e meninas, nas versões com manga curta e comprida.

Guia de Compra

Ao montar o enxoval do bebê, as mamães de primeira viagem irão perceber que há muitas opções de bodies disponíveis no mercado e isso pode gerar algumas dúvidas. Para ajudá-la, preparamos um Guia de Compra recheado de informações sobre o assunto.

Imagem de uma mulher fazendo carinho em seu bebê.

O body é uma das peças mais importantes no guarda-roupas de um bebê. (Fonte: Anna Bizon / 123RF.com)

Quais são as utilidades de um body para bebês?

O body para bebês é uma das peças mais importantes no guarda-roupas de uma criança de até um ano, pois protege o corpo e não sai do lugar quando o pequeno está dormindo, engatinhando ou quando alguém o pega no colo.

Essa peça também ajuda a fixar a fralda no lugar correto e você pode aproveitar a gola para encaixar o babador, assim o bebê não fica puxando.

Você encontra modelos com manga curta ou comprida, para dias de frio ou calor. Além disso a peça é versátil, dá para usá-la durante o dia, para ir à creche, ao pediatra, passear e até na hora de dormir.

Imagem de mãe segurando bebê com body do super homem.

O body é uma peça versátil. (Fonte: Valeria Zoncoll / Unsplash)

Mas para suportar lavagens constantes e incontáveis trocas de fraldas, é importante comprar bodies de boa qualidade. Também é importante investir em uma quantidade razoável de peças.

Nossa recomendação é que para cada fase do bebê, você compre cerca de oito peças, sempre levando em consideração a estação do ano e o clima da região onde você mora. Uma dica é escolher cinco peças da estação e três da estação oposta.

Por exemplo, se é outono ou inverno escolha cinco peças de manga comprida e três de manga curta. Se você quiser aumentar ou diminuir esse número, não tem problema, apenas tente manter a proporção.

Vantagens
  • Ajuda a fixar a fralda
  • Protege o corpo do bebê durante a troca de fralda
  • Não sobe quando alguém pega o bebê no colo
  • Você encontra modelos em diversos tamanhos
Desvantagens
  • Se o fecho for de níquel, pode incomodar a pele do bebê
  • Golas muito justas podem incomodar o pescoço da criança
  • Peças confeccionadas em tecidos sintéticos devem ser evitadas pois não esticam

Como vestir o body no bebê?

Quem já vestiu um recém-nascido, sabe que o corpo do bebê é muito mole e a cabeça ainda não tem firmeza. Por essa razão, muitos papais e mamães se sentem inseguros de machucar o bebê na hora de vesti-lo.

Mas com as peças certas você não vai precisar se preocupar. No caso do body é importante prestar atenção à gola, que deve esticar bastante para passar a cabeça do bebê e voltar ao formato original depois que ele estiver vestido.

O ideal é vestir o body de baixo para cima, pois muitos bebês ficam irritados quando alguma coisa passa por suas cabecinhas. Para trocar a roupa, o ideal é fazer o movimento inverso, ou seja, de cima para baixo.

foco

Você sabe o que é gola americana? Este modelo tem a gola transpassada, que permite que o tecido estique e volte ao formato original sem lacear ou rasgar.

Qual é o melhor tipo de fecho do body para bebês?

Tão importante quanto o formato e maleabilidade da gola, é o tipo de fecho do body para bebês. Os botões de pressão podem ser posicionados entre as pernas, nos ombros ou nas costas.

O modelo tradicional – e mais prático – é o que possui botões entre as pernas, e possibilita a troca de fraldas sem precisar remover toda a roupa, protegendo o bebê da friagem.

Esse tipo de fecho também proporciona mais agilidade e praticidade para a pessoa que está trocando o bebê, pois basta desabotoar, trocar a fralda e fechar os botões novamente.

Imagem de uma mulher segurando um bebê.

O body para bebês pode ter diferentes estilos de fechos. (Fonte: Daria Shevtsova / Pexels)

Outra opção é o body com fecho nas costas. Mas, apesar de ser uma graça, essa opção não é muito prática, pois você precisa levantar as costas do bebê para conseguir desabotoar e abotoar a peça.

Outro ponto negativo deste tipo de fecho é que os botões podem irritar ou machucar a pele do bebê, que passa a maior parte do tempo deitado. Por tais razões, é melhor evitar peças com esse tipo de fecho.

Alguns modelos também possuem fechos nos ombros, que ajudam a retirar o body pelas pernas. Mas só vale a pena comprar um body com esse tipo de fecho se a gola não for flexível.

Quanto custa?

O body é uma peça relativamente barata. Os modelos mais acessíveis custam entre R$30 e R$40. Modelos importados e em conjunto com outras peças como calça e bermuda, custam entre R$50 e R$75.

Onde comprar?

Você encontra uma grande variedade de modelos e marcas de body para bebês em lojas de artigos infantis como Alô Bebê, Tip Top e Malwee. Se preferir, dá para comprar o produto em lojas virtuais como a Amazon, Grão de Gente e Tricae.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de body para bebês

É normal que as mamães de primeira viagem escolham as roupas do bebê pela beleza das peças. Mas muitas vezes, na hora de usar, percebem que aquele modelo não é funcional, prático ou mesmo confortável.

Para não montar um enxoval com a maioria das peças erradas, confira quais são os principais critérios de compra de um body para bebês:

  • Tamanho
  • Gola
  • Tecido
  • Design

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Tamanho

Quando você for escolher um conjunto de bodies para o seu bebê, analise o tamanho das peças, levando em consideração a idade, peso e altura da criança. Para saber qual é o tamanho ideal para o seu filho, analise a tabela abaixo:

Idade Peso Altura
RN 0 a 2 meses 2,5 a 5Kg 45 a 54cm
P 1 a 3 meses 5 a 6Kg 54 a 60cm
M 3 a 6 meses 6,5 a 8Kg 60 a 66cm
G 6 a 9 meses 8 a 9Kg 66 a 72cm
GG 9 a 12 meses 9 a 10Kg 72 a 78cm

Dica: não compre muitas peças no tamanho RN, pois elas são usadas por pouco tempo (isso quando são usadas), já que a maioria dos bebês nasce com peso e altura próximos aos limites deste tamanho.

Gola

Talvez você nunca tenha parado para refletir, mas é muito importante analisar a gola do body para bebês. A gola em formato redondo é a mais utilizada, pois estica bastante, possibilitando vestir a criança de baixo para cima.

Evite golas altas, pois elas podem incomodar o pescoço do seu filho. A gola também não deve ficar muito justa, pois além de irritar a pele, pode sufocar a criança.

Tecido

Durante os primeiros meses de vida, a pele dos bebês é muito sensível. Por essa razão, ao escolher um body para o bebê, avalie o tecido, para evitar irritações e possíveis alergias.

O tecido ideal é o algodão, pois além de esticar com facilidade, esse material facilita a transpiração, importante para regular a temperatura do corpo do neném.

Imagem de uma mulher segurando seu bebê.

Body para bebês, só se for de algodão. (Fonte: Anna Bizon / 123RF)

Design

Estampas, bordados, botões e laços são elementos que dão charme ao body para bebês. No entanto, é importante analisar o acabamento desses acessórios e verificar se os botões são bem pregados, para evitar acidentes.

Em relação aos bordados, verifique se há alguma proteção que impeça o contato direto da costura com a pele do bebê, pois geralmente eles são ásperos e podem causar alergias. Já a estampa deve ser feita com tinta atóxica.

(Fonte da imagem destacada: Sunagatov Dmitry / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.