Menina deitada com chupeta rosa da boca
Ultima atualização: 1 de julho de 2021

Como escolhemos

24Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

81Comentários coletados

A chupeta ortodôntica é uma alternativa mais saudável para a criança. Elas são achatadas, se adaptando melhor ao formato da boca do bebê. Se você quer aprender mais sobre esse tipo de bico, seja bem-vinda.

Vamos explicar quais são as características de uma chupeta anatômica e também mostrar os modelos que as mães mais gostam. Siga conosco!




O mais importante

  • Diferente da chupeta comum, o modelo ortodôntico foi desenvolvido para respeitar a cavidade bucal da criança, impactando menos na saúde bucal.
  • O Ministério da Saúde não recomenda o uso de chupetas para crianças que mamam no peito. Bicos artificiais podem causar confusão e provocar o desmame.
  • Os pais que optarem pelo uso, devem estar conscientes dos riscos que qualquer chupeta traz.

Melhores chupetas ortodônticas: nossa recomendação dos melhores produtos

Selecionamos modelos muito bem avaliados para compartilhar apenas as melhores chupetas ortodônticas com você:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre chupetas ortodônticas

Se tem algo que não se pode negar é que a chupeta tem um efeito calmante nos bebês. Isso acontece porque a sucção é um mecanismo de defesa. Ao sugar no seio da mãe, ele se sente protegido. O bico artificial tem o propósito de reproduzir essa sensação no bebê.

Siga lendo para entender mais sobre as vantagens e desvantagens da chupeta ortodôntica para seu filho.

Imagem de uma chupeta em primeiro plano com bebê ao fundo

A chupeta ortodôntica oferece menos impacto do que a chupeta comum. Fonte: Zeesy Grossbaum / Unsplash.com

O que torna uma chupeta ortodôntica?

A chupeta ortodôntica foi desenvolvida para reduzir os impactos que o bico convencional causa na saúde bucal infantil. Reduzir não significa extinguir, portanto, mesmo sendo anatômica, essa chupeta pode trazer malefícios no desenvolvimento do bebê.

Para ser ortodôntica ela deve ter um formato mais plano e não arredondado como a tradicional. Quanto mais parecida com o mamilo, melhor será para a criança. Esse formato plano, e em alguns casos com o topo curvado para cima, se encaixa melhor na cavidade bucal, permitindo que a língua e o céu da boca fiquem mais próximos.

É importante que o escudo da chupeta seja côncavo, respeitando a curvatura da boca do bebê, e que também tenha furos para transpiração.

Imagem de uma chupeta ortodôntica rosa

A chupeta ortodôntica é plana, respeitando a cavidade bucal. Fonte: Couleur / Pixabay.com

Quais os benefícios de investir na chupeta ortodôntica?

O maior benefício da chupeta ortodôntica em relação a tradicional é que ela foi desenvolvida para diminuir os impactos na saúde bucal, sendo uma opção “mais segura” para o bebê.

Ela se modela na boca da criança, assim, a língua fica posicionada de forma correta, mesmo quando o bebê está usando a chupeta. Dessa forma, os lábios ficam mais próximos, e os problemas na arcada dentária são minimizados.

A chupeta ortodôntica é fabricada em um silicone melhor, sendo mais macio e flexível. Seu bico é dividido em tamanhos, que respeitam o crescimento do bebê.

Vantagens
  • Respeita cavidade bucal
  • Mantém lábios mais próximos
  • Reduz problemas de alteração da arcada dentária
  • É mais macia e flexível
  • Tamanhos diferentes que acompanham crescimento do bebê
Desvantagens
  • Ainda oferece riscos à saúde bucal

Quais os riscos de oferecer a chupeta (mesmo que ortodôntica) para o seu bebê?

Como vimos, a chupeta ortodôntica reduz os impactos, mas não elimina os riscos por completo. Sendo assim, conheça os principais riscos que oferecer uma chupeta para seu bebê pode causar:

  1. Pode provocar inclinação dos dentes;
  2. Pode causar alteração na mordida, desalinhando os dentes de cima dos de baixo;
  3. Pode prejudicar a fala;
  4. Pode alterar a forma correta de deglutição (o ato de engolir);
  5. Pode interferir no padrão respiratório.

Ainda, o fato de estar com a chupeta o tempo todo, ainda pode impedir a socialização com outras crianças ou adultos.

Você sabia? O bebê aprende a sugar ainda dentro da barriga. Esse é um reflexo de sobrevivência que também ajuda a acalmar o bebê.

Como dosar o uso da chupeta?

A chupeta não deve ser usada de forma contínua, esquecida dentro da boca da criança enquanto brinca, por exemplo. Estabelecer limites é responsabilidade do adulto, e claro, escolha dos pais.

  • Sempre que o bebê adormecer, tire a chupeta da boca.
  • Outra dica é não usar o objeto como muleta para qualquer choro, tentando acalmar o bebê de outras maneiras, com colo, música ou brincadeira.
  • Delimitar momentos e locais para usá-la é uma forma de controlar. Um exemplo claro é ensinar para a criança que a chupeta deve ser usada apenas para dormir, portanto, assim que ela acorda e deixa o berço ou a cama, a chupeta deve permanecer lá.
  • Ainda, alguns pais escolhem não permitir o uso do bico fora de casa.

Se esses acordos forem feitos desde o início, a criança é capaz de crescer entendendo as limitações que envolvem o objeto.

Quando a chupeta ortodôntica deve ser retirada?

A maioria dos profissionais indica que a chupeta seja removida preferencialmente até os dois anos de idade, no máximo três. Até essa fase o uso da chupeta ortodôntica provoca ainda menos riscos.

A chupeta deve ser removida preferencialmente até os dois anos de idade.

Crianças maiores de três anos podem ter mais problemas ortodônticos no futuro, sendo necessário a intervenção de aparelhos para corrigi-los.

Porém, não tire o objeto da noite para o dia. A criança tem um apego emocional pela chupeta, assim como pela naninha, e deve ser retirada aos poucos, reduzindo o uso gradativamente, até que não sinta mais necessidade de usá-la.

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar diferentes tipos de chupeta ortodôntica

Se você decidiu pelo uso da chupeta, obviamente vai optar pela ortodôntica, sabendo que seus impactos são menores do que a convencional. Mas, antes de decidir pelo modelo do seu bebê, queremos trazer mais algumas dicas para te ajudar nessa escolha:

Tamanho

A chupeta ortodôntica é dividida em tamanhos. Eles são numerados e indicam os meses em que a criança pode usá-la.

A chupeta deve crescer com o bebê.

Isso pode mudar de acordo com a marca, por isso é essencial respeitar a indicação do fabricante.

O uso do tamanho correto da chupeta ortodôntica também reduz os riscos, já que o bico de silicone respeita a cavidade bucal do bebê em cada fase do seu crescimento. Ou seja, a chupeta deve crescer com o bebê.

Tipo de bico

É consenso que o formato do bico de uma chupeta ortodôntica deve ser plano. Porém, ela pode ter variações de acordo com a marca.

Os modelos que são levemente curvados para cima, por exemplo, são ainda melhores, já que deixam mais espaço para posicionar a língua de forma correta.

Escudo

Além do bico da chupeta, o escudo - aquela parte externa de plástico - também merece atenção na hora da escolha. Ele deve ser côncavo e respeitar a curvatura da boca do bebê.

O ideal é que seja perfurado para transpirar e não causar irritações na pele da criança.

Ainda, se atente ao formato desse disco. O escudo pode ser borboleta, redondo ou meia lua.

Material

Seja qual for o material, é preciso se certificar que seja livre de Bisfenol A, o famoso BPA, componente prejudicial para a saúde.

As chupetas podem ser inteiramente de silicone, ou possuir o disco de plástico mais rígido. Geralmente, quando ela é 100% de silicone, o bico é mais duro. Porém, esse é um tipo de chupeta que não possui cavidades para o acúmulo de bactérias, sendo um ponto positivo.

Imagem mostra bebê com uma chupeta toda de silicone

A chupeta de silicone é mais rígida, porém mais higiênica. Fonte: Sharon McCutcheon / Unsplash.com

Já o modelo com a ponta de silicone e o escudo de plástico rígido tem o bico super macio e flexível.

Diferenciais

A chupeta pode ter alguns aspectos que as diferenciam, como a presença ou não de argola.

Também existem modelos que brilham no escuro, mas vale lembrar que não é indicado deixar a chupeta a noite toda na boca do bebê.

Por fim, alguns modelos acompanham uma capa de proteção, algumas sendo indicadas também para esterilizar a chupeta.

Resumo

Vimos ao longo desse guia que a chupeta ortodôntica causa menos impacto na saúde bucal da criança. O ideal é que, quando necessária, a chupeta seja usada com cautela. Melhor ainda se os pais conseguirem remover até os dois anos de idade.

Esperamos ter ajudado nessa decisão com esse guia completo. Compartilhe suas experiências com a chupeta nos comentários para ajudar outras mães.

(Fonte da imagem destacada: Thgusstavo Santana / Pexels.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas