Ultima atualização: 16 de fevereiro de 2021

Você está incomodada com o inchaço na área da barriga? Quer aprender a identificar as causas deste problema e como desinchar a barriga com medidas saudáveis, simples e eficazes?

Então você veio ao lugar certo! Neste artigo, reunimos todas as informações sobre como a desinchar a barriga sem recorrer a dietas e métodos que podem prejudicar a sua saúde. Continue conosco e saiba mais!




Primeiro, o mais importante

  • O inchaço na região abdominal pode estar relacionado a diversos fatores como retenção de líquidos, prisão de ventre, intolerância a determinados alimentos, má digestão, alimentação inadequada, sedentarismo, entre outros.
  • Para evitar o inchaço na barriga você deve comer devagar, evitar alimentos gordurosos, açucarados, ricos em carboidratos e com alto teor de sódio. Também é importante evitar ingerir líquidos durante a refeição, especialmente as bebidas gaseificadas.
  • Você também pode recorrer a outros métodos para desinchar a barriga como realizar jejum intermitente, massagens modeladoras, tomar chás diuréticos e manter um diário alimentar.

Passo a passo: Como desinchar a barriga

O primeiro passo para desinchar a barriga é entender o porquê do inchaço. Diversos fatores podem provocar inchaço na região abdominal como hábitos alimentares ruins, sedentarismo, baixo consumo de água, entre outros que vamos abordar ao longo deste artigo.

Para diminuir o inchaço da barriga você deve adotar hábitos saudáveis, recorrer a prática de atividades físicas, tratamentos estéticos e outros métodos que vamos apresentar adiante. Continue conosco e saiba mais.

Imagem de uma menina.

O inchaço na barriga é uma das maiores queixas das mulheres. (Fonte: Tumisu/ Pixabay.com)

1. Reduza o consumo de sódio

O consumo excessivo de alimentos ricos em sódio é um dos maiores causadores de retenção de líquidos que provoca inchaço na barriga e em outras áreas do corpo, dando a impressão de aumento de peso.

Portanto, seja como tempero, na composição de alimentos industrializados ou processados, é importante controlar o consumo de sódio e ingerir a menor quantidade possível deste mineral.

2. Aumente o consumo de líquidos

Consumir uma quantidade considerável de água diariamente é fundamental para manter o organismo bem hidratado e combater a retenção de líquidos que figura como a principal causa de inchaço na barriga.

Consuma dois litros de água diariamente.

Ao consumir pelo menos dois litros de água diariamente, você não só vai diminuir a retenção de líquido, como vai diminuir o inchaço na barriga e prevenir a prisão de ventre.

3. Coma devagar

O inchaço da barriga também pode estar relacionado à má digestão. Nesse sentido, é muito importante comer devagar e mastigar bem os alimentos antes de engolir. Dessa forma, sua digestão será um pouco mais rápida.

Outro benefício de comer devagar é alcançar a sensação de saciedade rapidamente e, consequentemente, diminuir o consumo excessivo de alimentos que podem aumentar seu peso corporal.

4. Evite alimentos gasosos, fritos, ricos em gordura ou açúcares

As bebidas gaseificadas favorecem o acúmulo de gases na barriga, provocando inchaço na região abdominal e aumento de flatulências. Desse modo, é importante evitar o consumo de refrigerantes e outras bebidas com gás.

Alimentos fritos também podem provocar o aumento do inchaço abdominal, pois são ricos em gordura, componente que aumenta o peso corpóreo e provoca a retenção de líquidos. Reduza também o consumo de carboidratos e alimentos ricos em açúcares, ou seja, massas, pães, bolos, batatas, entre outros.

Imagem de uma mulher comendo uma torta doce.

Para combater o inchaço da barriga, diminua o consumo de doces. (Fonte: Icons8 Team/ Unsplash.com)

Ao diminuir o consumo desses alimentos, seu organismo recorrerá à camada de gordura ou as reservas de glicogênio como fonte de energia. E ao eliminar glicogênio, você liberará as moléculas de água utilizadas para armazenar essa substância, diminuindo o inchaço provocado pela retenção de líquidos.

5. Consuma mais frutas e hortaliças

Para substituir os alimentos mencionados acima, inclua em sua alimentação, um aporte maior de frutas e verduras, alimentos ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes importantes para o funcionamento estomacal e intestinal.

Quando for fazer seu prato no almoço e jantar, coloque legumes e verduras em metade do prato e o complete com uma fonte de proteína animal e uma fonte de carboidrato integral.

Entre os alimentos mais importantes, destacamos o mamão, banana, grãos integrais, folhas verdes, cenoura, abacaxi, kiwi, alcachofra, melancia, farelo de aveia e iogurte natural.

6. Consuma fibras com moderação

As fibras são fundamentais no processo de digestão do alimento, no entanto, é importante consumi-las com moderação, pois, quando em excesso, podem provocar prisão de ventre e distensão abdominal, causando sensação de inchaço na barriga.

7. Coma em pequenas porções

Para prevenir o inchaço na barriga, é recomendado ingerir pequenas porções de comida divididas em várias refeições ao longo do dia, pois as porções reduzidas são digeridas com facilidade, não provocam aumento de peso, problemas de digestão e inchaço na barriga.

Imagem de uma moça comendo frutas.

Ao comer pequenas refeição ao longo do dia, sua digestão ficará mais rápida. (Fonte: Nathan Cowley/ Pexels.com)

8. Pratique atividade física

A prática de exercícios físicos regularmente também está relacionada à diminuição do inchaço abdominal, pois ajuda na digestão, diminuição da prisão de ventre, combate a retenção de líquidos, diminui o peso, acelera o metabolismo e mais.

Para diminuir o inchaço na barriga, você deve apostar em exercícios aeróbicos e musculares focados na região abdominal, como as famosas abdominais. Mas saiba que uma simples caminhada de 30 minutos diariamente já é suficiente para estimular o funcionamento do aparelho digestivo.

Imagem de uma mulher se exercitando.

Quem deseja diminuir o inchaço da barriga deve praticar atividade física diariamente. (Fonte: Andrea Piacquadio/ Pexels.com)

O que é importante saber sobre desinchar a barriga?

Para que você consigo desinchar sua barriga ou evitar que ela estufe, é importante ter em mente a resposta das seguintes perguntas:

Como evitar que a barriga estufe?

Geralmente, a barriga estufa pelo excesso de gases que provocam uma sequência de sensações de mal estar como arrotos, desconforto abdominal, flatulência e inchaço na barriga.

Se você costuma apresentar esses sintomas, é importante ficar atento aos alimentos que você está consumindo, pois alimentos ricos em carboidratos e gorduras são as principais causas de inchaço na barriga.

Também evite comer em excesso, pois isso favorece o desconforto abdominal. O ideal é se alimentar a cada três ou quatro horas, em pequenas porções de alimentos saudáveis.

Sugerimos que você evite ingerir líquidos durante as refeições, pois as bebidas diluem as enzimas digestivas, que deixam o trânsito intestinal mais lento. Você pode ingerir líquidos até meia hora antes da refeição ou meia hora depois.

Quais são as principais causas do inchaço na barriga?

Mais importante do que tratar os efeitos do inchaço na barriga é entender as causas, desse modo é possível evitar as causas e não apenas amenizar os sintomas.

Entre as principais causas, podemos mencionar a má digestão e a intolerância a determinados alimentos, como você confere detalhadamente abaixo:

Intolerância à lactose

Para algumas pessoas, o consumo de leite e derivados provoca processos inflamatórios no organismo, devido à lactose e as proteínas do leite – caseína e betalactoglobulina.

A ingestão desses alimentos provoca desconforto gástrico, excesso de gases e inchaço na região abdominal. Quando os laticínios são eliminados da dieta, esses sintomas desaparecem rapidamente.

No entanto, o leite e derivados só devem ser eliminados da dieta após uma série de exames clínicos e recomendação médica. Quem é intolerante a lactose, deve seguir uma dieta especial elaborada por um nutricionista.

Imagem de uma tigela com iogurte.

Quem é intolerante a lactose não deve consumir leite e derivados. (Fonte: Life of Pix/ Pexels.com)

Intolerância ao glúten

O glúten é uma proteína que pode desencadear processos inflamatórios em algumas pessoas, resultando em problemas gastrointestinais, dores de cabeça, dores articulares, indisposição e inchaço.

Novamente, ao retirar alimentos fonte de glúten da dieta, os sintomas de intolerância serão eliminados, mas antes de retirar esses alimentos, procure um médico endocrinologista ou nutricionista.

Retenção de líquidos

Em algumas pessoas, o sistema digestivo pode confundir alguns alimentos com toxinas. Essa reação pode fazer com que o organismo libere grande quantidades de líquidos nas células para liberar “as toxinas” causando inchaço.

Quando devo procurar o médico ao sentir inchaço na barriga?

Os problemas de saúde mencionados acima são apenas algumas das possíveis causas do inchaço na barriga. Mas esse inchaço pode indicar problemas de saúde ainda mais graves.

Portanto, sempre que sentir que algo está fora do normal em seu corpo, procure assistência médica para que possa realizar exames e seguir um tratamento. Caso você note inchaço na barriga frequentemente, não hesite em procurar um gastroenterologista.

Como desinchar cada tipo de barriga?

Muita gente não sabe, mas existem cinco “tipos” de inchaço na barriga. Saber identificá-lo, ajuda a encontrar as causas e soluções. Pensando nisso, preparamos uma tabela comparativa que vai ajudá-lo a entender melhor o seu corpo:

Barriga inchada por má alimentação Barriga pós-gravidez Barriga baixa Barriga causada pelo estresse Barriga de “pneu duplo”
Características Barriga inflamada e com muitos gases Inchaço cobre toda a região do abdômen Pequeno inchaço entre a pélvis e o umbigo Inchaço vai do diafragma ao umbigo Barriga com duas dobras sobrepostas
Causas Alimentação inadequada e intestino preguiçoso Inchaço uterino pós-gravidez Consumo de alimentos de difícil digestão Consumo de carboidratos em excesso, ingestão de café e estresse constante Consumo exagerado de carboidratos e sedentarismo
Como desinchar Faça um café da manhã caprichado e reduza as outras refeições Faça exercícios regularmente dois ou três meses após o parto Beba muita água e consuma alimentos mais leves Reeducação alimentar, realize caminhadas e treinos de musculação, reduza cafeína e realize atividades que combatam o estresse Ingira menos carboidratos, reduza bebidas alcóolicas e corte doces
Dicas Evite alimentos gordurosos Realize os exercícios de Kegel Não faça abdominais, mas flexões de braço Durma melhor e por mais tempo Faça exercícios diariamente

As melhores técnicas para desinchar a barriga

Agora que você aprendeu quais são as principais causas de inchaço na barriga, as características dos diferentes tipos de barrigas, quais hábitos abandonar e quais aderir, chegou a hora de conhecer as melhores técnicas para desinchar a barriga rapidamente.

Embora sejam métodos simples e seguros, recomendamos que você procure orientação de especialistas como endocrinologista, nutricionista, educador físico e fisioterapeuta para ajudá-lo a identificar as melhores soluções para o seu caso.

Vamos detalhar cada uma das técnicas para desinchar a barriga ao longo desta seção. Caso tenha alguma dúvida deixe um comentário abaixo. Não deixe de compartilhar sua experiência conosco e os demais leitores.

Jejum intermitente

Uma das maneiras mais eficazes de desinchar a barriga e perder peso não é deixar de comer, mas sim realizar o jejum intermitente. No entanto, o jejum intermitente deve ser realizado com orientação profissional e médica.

Existem diversas modalidades de jejum intermitente. Conheça as mais comuns na tabela abaixo:

Modalidade de jejum intermitente Como funciona
12 horas O praticante deve jejuar por 12 horas e se alimentar normalmente nas 12 horas seguintes ao jejum
16/8 horas O praticante jejua por 16 horas e se alimenta naturalmente nas 8 horas subsequentes

Massagem modeladora

Recorrer à massagem modeladora é uma alternativa para reduzir o inchaço da barriga e modelar a área do abdômen, pois estimula a circulação sanguínea e a eliminação de líquidos.

Preferencialmente, o procedimento deve ser realizado por um fisioterapeuta, pois o profissional conhece as técnicas e possui os instrumentos necessários para realizar a massagem e alcançar resultados visíveis em poucas semanas de tratamento.

No entanto, nem todo mundo consegue investir em um pacote de sessões de massagem modeladora ou drenagem linfática. Pensando nisso, vamos ensinar algumas opções de automassagens modeladoras.

Imagem de uma mulher medindo a circunferência da barriga.

A massagem modeladora é uma das técnicas mais comuns para combater o inchaço da barriga. (Fonte: DeeDee86/ Pixabay.com)

Massagem para reduzir os gases

Tendo o umbigo como ponto de partida, posicione horizontalmente, quatro dedos acima do centro e realize movimentos circulares no ponto acima do dedo indicador durante dois ou três minutos no sentido horário e mais dois ou três minutos no sentido anti-horário.

É comum sentir aumento na salivação e um gosto amargo na boca, sinal de que a massagem está ajudando a liberar o excesso de gases acumulados. Certifique-se de colocar pressão moderada nos movimentos.

Massagem contra retenção de líquidos

Encontre o ponto a ser massageado posicionando apenas um dedo acima do umbigo – o ponto desejado está logo acima deste dedo. Novamente, realize movimentos circulares em sentido horário e anti-horário por dois a três minutos cada exercendo suave pressão.

Além de ajudar a eliminar o inchaço causado pela retenção de líquidos, a massagem modeladora também ajuda a aliviar as dores no estômago, comuns em quem possui gastrite ou refluxo gástrico.

Massagem para estimular o funcionamento do intestino

Posicione quatro dedos abaixo do umbigo, o ponto a ser massageado está localizado exatamente abaixo do dedo mindinho. Com movimentos em sentido horário e anti-horário, massageie o local por dois a três minutos em cada direção.

Além de diminuir o inchaço na barriga, a massagem vai aliviar o trânsito intestinal e estimular a ida ao banheiro.

Chás

Outro aliado da redução do inchaço na barriga é o chá. A bebida pode ser consumida quente ou gelada, depende de sua preferência e da época do ano.

Para desinchar a barriga, estimular o funcionamento do intestino, reduzir medidas e evitar a retenção de líquidos, você deve ingerir chás das seguintes ervas:

  • Hortelã
  • Gengibre
  • Cidreira
  • Cavalinha
  • Hibisco
  • Chá verde
  • Erva mate
  • Carqueja
  • Guaraná
  • Sálvia
  • Alecrim

Aconselhamos que você consuma até 1L de chá todos os dias. Preferencialmente, a bebida deve ser preparada a partir das ervas. Caso prefira sachês de chá, certifique-se de comprar um produto com ingredientes de origem natural, sem glúten, adoçantes, lactose, conservantes ou calorias.

O consumo de um sachê ao dia é suficiente para usufruir dos benefícios da bebida, mas você pode potencializar esses efeitos tomando o chá até três vezes ao dia entre o período da manhã e da tarde – desde que não exceda o consumo de 1L.

Imagem de uma mulher com uma flor na barriga.

O chá traz inúmeros benefícios para o organismo. (Fonte: Silviarita/ Pixabay.com)

Diário alimentar

Outra dica para quem quer reduzir o inchaço da barriga é manter um diário alimentar. Você deve anotar em um caderno ou aplicativo de celular cada refeição consumida.

Não deixe de anotar quanto comeu daquele item, isso pode ser medido em volume (colheres ou xícaras), peso (gramas) ou volume (duas bananas, por exemplo). Não esqueça de anotar os condimentos que utilizou para temperar o alimento.

Identifique os alimentos que causam inchaço.

Caso apresente os sintomas relacionados ao inchaço da barriga anote qual ou quais alimentos provavelmente causaram essa sensação.

Seu organismo pode ser intolerante a algum alimento ou grupos alimentares e os sintomas dessa intolerância costumam aparecer logo após o consumo do(s) alimento(s). Ao identificar quais itens provocam inchaço, evite-os e procure o auxílio de um nutricionista.

(Fonte da imagem destacada: PublicDomainPictures/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas