Imagem de mãe amamentando seu bebê
Ultima atualização: 31 de maio de 2021

Parar de amamentar é uma decisão difícil, talvez tanto quanto vencer a fase inicial da amamentação. Afinal, muitas dúvidas rodeiam a cabeça da mãe. Com qual idade começar o desmame? Como fazê-lo de forma gentil? Preciso desmamar aos poucos ou de repente?

Se você quer iniciar o desmame mas não sabe como fazer, nesse artigo respondemos as principais dúvidas Venha conosco para parar de amamentar sem traumas!




Primeiro, o mais importante

  • A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a amamentação complementar até os 2 anos de idade, mas somente a mãe e o bebê sabem a hora certa de fazer o desmame.
  • O desmame pode ser gradual ou súbito. O primeiro é a redução das mamadas aos poucos, já o segundo é a interrupção da amamentação repentinamente.
  • O processo de desmame não deve envolver mentiras ou fazer uso de produtos que causam nojo no bebê.

Aprenda as melhores dicas sobre desmame gentil

Não há regra. Somente a mãe e o bebê sabem o tempo certo do desmame. Enquanto o processo natural defende que a criança sabe o tempo de parar de mamar, a realidade de muitas mães se mostra incompatível com essa teoria.

Seja pelo retorno ao mercado de trabalho, ou mesmo pelo esgotamento, muitas mulheres optam pelo desmame antes do bebê perder o interesse pela mamada. Quer algumas dicas para que o desmame ocorra da forma mais tranquila possível? Por isso preparamos esse guia.

Imagem mostra bebê mamando no seio materno

O desmame é uma decisão que compete a mãe. (Fonte: Jan Kopřiva/ Unsplash.com)

Recomendações de alguns livros que podem facilitar o desmame

A decisão de fazer o desmame não é fácil de ser tomada. Ela requer bastante esforço da mãe. Nesse caso, informação de qualidade é sempre bem-vinda. Pensando nisso, selecionamos alguns livros podem ajudar nesse processo:

Qual a idade certa para o fazer o desmame?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a amamentação exclusiva até os 6 meses e complementar até os 2 anos de idade. Porém, não existe uma idade certa para fazer o desmame. Somente a mãe e o bebê sabem a hora certa de interromper com a amamentação.

O desmame natural defende que o ideal é aguardar o bebê perder o interesse com o tempo, respeitando quando ele estiver pronto para parar de mamar. Porém, essa não é a realidade de muitas mães, que precisam voltar ao mercado de trabalho ou simplesmente se sentem esgotadas esperando por essa fase.

Portanto, mais importante do que a idade certa, é a forma como o desmame é feito.

Diferenças entre o desmame gradual e repentino

O desmame pode ser feito de forma gradual ou repentinamente, ou seja, a mãe simplesmente para de amamentar.

Infelizmente o desmame repentino pode acontecer por alguns fatores, como um problema de saúde ou uma internação hospitalar da mãe, por exemplo. O problema é quando, por falta de informação, a mãe opta pelo desmame repentino acreditando ser a melhor solução.

Desmame gradual Desmame repentino
Como funciona Mãe reduz a quantidade e o tempo das mamadas com o passar dos dias, semanas e meses A amamentação é interrompida por completo de repente
Vantagens Respeita o ritmo do bebê e o corpo da mãe se prepara aos poucos Não possui
Riscos Desmame pode levar meses Mãe pode sofrer com obstrução dos ductos ou mastite

Ainda, o desmame gradual respeita a saúde do bebê, já que ele não vai sofrer com problemas digestivos pela mudança brusca. Também, o sistema imunológico da criança se prepara aos poucos para essa etapa.

No aspecto emocional, o desmame repentino pode causar sentimento de rejeição no bebê e tristeza ou depressão na mãe, devido a alteração hormonal abrupta.

Quantos dias leva para fazer o desmame?

O desmame gradual leva mais do que “dias”, podendo se estender por semanas ou meses. Assim como a criança precisa aprender a mamar, ela leva tempo para entender que pode viver sem o leite materno. Assim como no desfralde, paciência é chave essencial nesse processo.

Esse tempo vai variar de acordo com a realidade de cada família. Existem crianças que param de mamar com mais facilidade, especialmente se já se alimentam bem e fazem uso de fórmula. Já os bebês que não chupam bico, nem tomam mamadeira, podem levar mais tempo.

Imagem em preto e branco de um bebê mamando no seio da mãe Fonte: Fanny Renaud / Unsplash.com

O desmame pode levar semanas ou meses para ser completamente finalizado. (Fanny Renaud / Unsplash.com)

Dicas para desmame gentil

Sabemos que o desmame gentil é o melhor para mãe e o bebê, mas como fazer? Selecionamos dicas essenciais para você parar de amamentar sem traumas, tanto para você, quanto para o bebê.

Não ofereça mais o seio

Não convide seu bebê para mamar, no desmame gradual você espera a criança pedir. Enquanto ele estiver distraído, não ofereça o seio. Embora isso seja difícil quando o bebê está chorando e o peito parece ser a melhor solução para silenciá-lo, acalme seu filho de outra forma se ele não pedir para mamar.

Reduza as mamadas aos poucos

Vá diminuindo a quantidade de mamadas por dia, assim como a duração delas, gentilmente. Substitua uma mamada por uma refeição, ou simplesmente tente distrair seu filho com alguma brincadeira quando ele solicitar o peito. Pode apostar que muitas vezes ele esquece.

Ainda, na redução do tempo, se ele mama 30 minutos, comece diminuindo para 25 e passe o restante do tempo brincando com a criança. Aos poucos ela vai entendendo a troca e seu benefício.

Converse com seu filho

Não subestime seu bebê. Explique para ele as decisões tomadas. Quando as etapas anteriores estiverem funcionando bem, restrinja a amamentação a horários e lugares específicos.

Uma boa dica é a mãe usar blusas de difícil acesso e explicar para a criança que naquele momento ela não consegue oferecer o mamar, distraindo ela logo em seguida com alguma coisa interessante.

Resumo

O desmame não acontece da noite para o dia. É preciso paciência da mãe para que o processo seja o mais gentil possível. Para isso, a melhor maneira é fazer um desmame gradual. Dessa forma, tanto a saúde física quanto emocional da mãe e do bebê sentem menos desgastes.

Esperamos que esse guia tenha ajudado a responder suas dúvidas a respeito do desmame. E se você e seu bebê acharem que é a hora certa, desejamos que seja gentil para vocês dois.

(Fonte da imagem destacada: Luiza Braun / Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas