dor abdominal
Ultima atualização: 25 de junho de 2021

Todo mundo já sentiu algum tipo de dor abdominal aparentemente sem razão definida. Esse distúrbio pode causar desde um pequeno desconforto até dores que inviabilizam a rotina. Por isso, é importante conhecer o que desencadeia a dor e evitar a repetição.

Para elaborar este artigo, pesquisamos os tipos mais comuns da dor abdominal e o que pode causá-la. A partir de agora, compartilhamos aqui tudo o que descobrimos sobre este incômodo e como você pode preveni-lo. Siga com a gente.




Primeiro, o mais importante

  • A dor abdominal pode ser causada por diversos fatores, mas a grande maioria deles está relacionada aos hábitos alimentares.
  • A dor abdominal pode ser evitada, na maioria dos casos, com atenção à alimentação e uso de suplementos adequados.
  • Antes de escolher um suplemento para prevenir as dores abdominais, é importante buscar atendimento médico para ter certeza das causas da dor.

O que é preciso saber sobre a dor abdominal

Quem já foi surpreendido por uma dor abdominal repentina sabe o quanto ela pode atrapalhar uma rotina normal. Imagina, então, quando esse desconforto se torna recorrente. Encontrar a origem da dor é o primeiro passo para preveni-la. E é sobre isso que tratamos nesta seção.

O que é dor abdominal?

De acordo com a Associação Paulista de Medicina, a dor abdominal é mais frequente que a dor de cabeça. Ela é caracterizada por diversas sensações, que podem incluir pontadas, fisgadas, contrações ou queimação (1).

É um tipo de dor que pode se manifestar em diversos pontos da região do abdômen, de acordo com a origem e a causa do distúrbio. Da mesma forma, a intensidade e forma de amenizar o desconforto varia de pessoa para pessoa.

dor abdominal

A dor abdominal pode ser causada por diversos fatores, mas a grande maioria deles está relacionada aos hábitos alimentares. Fonte: (Andriy Popov / 123rf.com)

Quais as causas mais comuns da dor abdominal?

Há vários tipos de dor abdominal, que podem ser causadas por diversos fatores. Os episódios mais recorrentes estão ligados a problemas do sistema digestivo. No quadro abaixo, apresentamos informações sobre o local de onde parte a dor e qual a provável causa:

Local da dor Características Possíveis causas
Baixo ventre Incômodo e sensação de inchaço Constipação
Toda a região abdominal Inchaço e peso no estômago Gases
Região inferior Dor intermitente e distensão abdominal Cólon Irritável
Generalizada Contração e, eventualmente, queimação Intoxicação alimentar
Próxima ao umbigo, na lateral direita Pontada intensa e limitante Apendicite
Generalizada Cólica Infecção viral
Região superior Queimação ou sensação de contração Estresse

Quando a dor abdominal é um sinal de alerta?

Toda dor indica que algo não está dentro do normal com algum sistema do nosso organismo. No entanto, algumas são pontuais e resolvidas assim que eliminadas as causas, como uma prisão de ventre ou intoxicação alimentar leve.

Porém, é importante saber que existem alguns sintomas que podem indicar que é urgente procurar atendimento especializado, sob risco de perder a vida (2). Alguns desses sinais são:

  • Dor intensa;
  • Sinais de choque vital (frequência cardíaca acelerada, baixa pressão arterial, sudorese e confusão mental);
  • Dor constante que faz a pessoa se curvar;
  • Dor que piora com toque suave;
  • Inchaço.

Esses sinais podem indicar problemas como estômago ou intestino perfurado, bloqueio do fluxo sanguíneo ao intestino, obstrução intestinal, apendicite ou pancreatite aguda.

Como prevenir a dor abdominal?

Conhecer as causas é o primeiro passo para saber como combater os episódios de dor abdominal e saber quando é necessário procurar ajuda médica para um eventual tratamento. As dores mais corriqueiras, como dissemos há pouco, podem ser facilmente solucionadas.

Nestes casos, há maneiras de prevenir o desconforto abdominal, por meio de mudanças de hábitos no dia a dia. A seguir, vamos falar sobre as causas mais comuns e o que você pode fazer para ficar livre desse tipo de dor:

Constipação

A dor causada pela prisão de ventre mistura sensações de inchaço e peso na região abdominal. Por vezes, ela pode causar cólicas e pontadas na região do cólon e reto.

Para prevenir, você precisa adotar uma dieta balanceada com equilíbrio entre gorduras e carboidratos e inserir o óleo de ricino na sua rotina. Ele é um poderoso laxante.

Gases

Assim como ocorre com a prisão de ventre, a presença de gases está diretamente relacionada à sua alimentação e ao trabalho das bactérias benéficas da flora intestinal. Para aliviar os sintomas, evite o excesso de carboidratos e invista em alimentos probióticos.

Se a correria do dia a dia não permite a ingestão adequada desse tipo de alimento, você pode optar pela suplementação com cápsulas de berinjela, por exemplo.

dor abdominal

A dor abdominal pode ser evitada, na maioria dos casos, com atenção à alimentação. (Fonte: Antonio Guillem / 123rf.com)

Sobrecarga do sistema digestivo

Pode ser que você tenha consumido algum alimento que sobrecarrega o fígado ou deixou a digestão prejudicada e não deu outra: dor abdominal na certa! Nestes casos, você pode tomar algum suplemento digestivo ou laxante e esperar que o órgão se recupere.

Para evitar a repetição, evite o excesso de alimentos altamente gordurosos e ultraprocessados e adote remédios naturais, como o óleo de limão. Sua saúde vai agradecer esse cuidado.

Intoxicação ou infecção

Ao consumir produtos de procedência desconhecida, há o risco de ingerir algum alimento ou bebida contaminados com microorganismos que desequilibram a flora intestinal e desencadeiam uma reação inflamatória ou infecciosa no sistema digestivo.

Para prevenir essas ocorrências, evite beber água ou sucos naturais quando estiver em locais com condições precárias de saneamento. O mesmo vale para a comida. Na dúvida, é melhor comprar um industrializado (mas sem excessos!).

Como fortalecer o sistema digestivo?

A maioria dos episódios de dor abdominal está ligado à sobrecarga ou desequilíbrio da flora intestinal. Neste sentido, vale usar suplementos que ajudem a fortalecer as bactérias benéficas. Por isso, preparamos uma lista para ajudar na prevenção da dor abdominal.

Conclusão

Comer é uma das melhores coisas da vida, todo mundo concorda! Mas é por meio da alimentação que muitos problemas são causados. Um deles é a dor abdominal, que além de desconforto, pode indicar problemas sérios que merecem atenção.

Neste artigo, mostramos como prevenir a dor no abdômen, com dicas práticas de hábitos e produtos para manter sua família livre desse incômodo. Esperamos que nosso material tenha sido útil e contamos com você sempre por aqui. Muito obrigado e até a próxima.

(Fonte da imagem destacada: Andriy Popov / 123rf.com)

Referências (2)

1. Conheça 7 causas para dores abdominais. Associação Paulista de Medicina, 2019
Fonte

2. Dor abdominal aguda. MSD Manuals. 2020.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Artigo informativo
Conheça 7 causas para dores abdominais. Associação Paulista de Medicina, 2019
Ir para a fonte
Artigo informativo
Dor abdominal aguda. MSD Manuals. 2020.
Ir para a fonte
Resenhas