Mulher de costas usando fita métrica para medir o bumbum
Ultima atualização: 14 de maio de 2021

Efeito sanfona não é só um problema estético, ele causa riscos para a saúde. O efeito afeta pessoas acima do peso que tentam emagrecer rapidamente, geralmente através de dietas rígidas.

Se você quer entender mais sobre suas causas, riscos e como evitar, siga conosco. Nesse artigo você vai aprender tudo que precisa saber sobre o efeito sanfona!




Primeiro, o mais importante

  • O efeito sanfona é o ganho de peso após o emagrecimento. Ele afeta pessoas com sobrepeso que seguem dietas bem restritivas, e depois de alcançar o objetivo voltam a comer tudo novamente.
  • O efeito sanfona traz malefícios para o organismo, podendo enfraquecer o sistema imunológico.
  • O segredo para evitar o efeito sanfona é, ao invés de seguir uma dieta muito restritiva, investir tempo e conhecimento para uma reeducação alimentar.

Aprenda como evitar o efeito sanfona para emagrecer com saúde

Quem vive o efeito sanfona pode ganhar mais peso do que antes de começar a dieta. Isso acontece porque após um longo período sem muitos alimentos, a pessoa tende a comer de tudo novamente, engordando mais e mais rápido. É uma eterna guerra com a balança.

É preciso equilíbrio para emagrecer com saúde. Fique conosco até o fim para entender mais sobre o efeito sanfona.

Imagem de pés sobre uma balança

Perder peso rapidamente pode acarretar no efeito sanfona. (Fonte: Ketut Subiyanto/ Pexels.com)

Qual a causa do efeito sanfona?

Quando uma pessoa perde peso rapidamente, resultado de uma dieta bem rígida, isso mexe não só com o físico, mas com o psicológico. O cérebro entende que toda essa perda de peso é prejudicial ao organismo e busca meios de proteger o corpo, despertando o desejo de comer mais. Assim, a pessoa terá calorias armazenadas para “proteger” o organismo.

Por se manter um determinado tempo sem muitos alimentos, a pessoa não consegue manter tantas restrições a longo prazo e volta a comer tudo novamente, causando o ganho rápido de peso.

Há também uma alteração no metabolismo. Na perda rápida de peso é natural que o metabolismo desacelere. Quando o comportamento mencionado acima - de voltar a comer para se proteger - acontece, com o metabolismo ainda lento, tudo que é ingerido em excesso vira gordura no corpo.

Você sabia? Quando a pessoa entra no efeito sanfona fica cada vez mais difícil de emagrecer, consequentemente mais fácil de continuar ganhando peso.

Conheça os riscos do efeito sanfona

O processo de engordar e emagrecer, repetidas vezes, pode trazer muitos danos à saúde. Um dos problemas mais comuns é o enfraquecimento do sistema imunológico. Esse fato por si só já prejudica o funcionamento do organismo, já que a imunidade é responsável por defender nosso corpo contra agentes infecciosos.

Um estudo (1) com camundongos, feito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), reforçou os prejuízos do efeito iô-iô. A pesquisadora e nutricionista Sandra Barbosa relatou que “o ciclo entre obesidade e peso normal gera uma espécie de ambiente inflamatório no organismo dos roedores, o que favorece o acúmulo de gordura no fígado, a intolerância à glicose, entre outros. Estes problemas permanecem mesmo quando os animais emagrece”.

Um dos problemas mais comuns é o enfraquecimento do sistema imunológico.

Quem passa pelo efeito têm mais riscos de desenvolver diabetes, sofrer de problemas no coração e hipertensão. Além disso, o efeito sanfona pode aumentar a inflamação no organismo.

Por fim, o efeito sanfona ainda impacta elevando os níveis de colesterol ruim e podendo trazer problemas no rins.

Como saber se estou num efeito sanfona?

Ganhar e perder quilos é um processo normal de qualquer pessoa que busca o emagrecimento. No entanto, não basta que a oscilação seja de 1 ou 2 kg para que seja preocupante.

O efeito sanfona acontece, de fato, quando uma pessoa em dieta bem rígida que perdeu mais do que 7 kg, recupera todo o peso, ou mais, em poucas semanas.

Imagem de mulher acima do peso triste em academia

Para se considerar efeito sanfona a perda e ganho de peso precisa ser superior a 7 kg. (Fonte: Andres Ayrton/ Pexels.com)

Efeito sanfona causa estrias?

O menor dos males causados pelo efeito sanfona está no campo estético, mas sim, ele pode causar estrias e flacidez. O efeito sanfona é, na verdade, a principal causa do surgimento delas.

Isso acontece porque, justamente o fato de engordar e emagrecer, rompe as fibras de colágeno da camada mais profunda da pele, a derme. Isso resulta nessas cicatrizes devido ao esticamento da pele.

Além do efeito sanfona, as estrias também podem surgir devido ao crescimento natural do corpo durante a adolescência ou por conta do esticamento da pele na gravidez.

Como evitar o efeito sanfona?

O segredo para evitar o efeito sanfona é investir na reeducação alimentar. Esse é o melhor jeito, e o mais seguro, para perder peso corretamente, de forma saudável.

Para saber como reeducar seu jeito de se alimentar é ideal o acompanhamento de um nutricionista, assim você terá um cardápio para comer bem e não sofrer, mesmo perdendo peso.

Imagem de mulher feliz comendo

É possível emagrecer comendo bem através de uma reeducação alimentar. (Fonte: Pablo Merchán Montes/ Unsplash.com)

Ainda, existem outras dicas que podem te ajudar a não entrar no risco de viver um efeito sanfona: não deixe de comer carboidratos, mastigue bem e coma devagar e beba a quantidade de água recomendada para seu peso.

Além disso, manter uma rotina de exercícios é essencial para conquistar seus objetivos.

Recomendações de livros para aprender a emagrecer com saúde

O conhecimento é o meio mais seguro de não entrar em uma dieta rígida, correndo riscos de viver o efeito sanfona. Selecionamos os melhores títulos para você aprender sobre reeducação alimentar:

Resumo

Efeito sanfona é o processo de emagrecimento e ganho de peso repetidas vezes. Ele é causado por consequência de uma dieta muito rígida. Além de ser perigoso para o organismo em diversos sentidos, ele mexe com o sistema imunológico.

Para evitar o efeito sanfona, o recomendado é evitar dietas restritivas e investir em uma reeducação alimentar, perdendo peso aos poucos. Esperamos que esse guia tenha trazido informações preciosas para que você possa cuidar da sua saúde!

(Fonte da imagem destacada: Huha Inc./ Unsplash.com)

Referências (1)

1. Estudo conduzido por pela nutricionista Sandra Barbosa para a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Estudo reforça os prejuízos do 'efeito sanfona'
Estudo conduzido por pela nutricionista Sandra Barbosa para a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).
Ir para a fonte
Resenhas