Ultima atualização: 23 de abril de 2020

Como escolhemos

8Produtos analisados

14Horas investidas

2Estudos avaliados

41Comentários coletados

Seja bem-vindo ao Guia de Bem Estar, seu site de resenhas na internet. Para que seus filhos possam se divertir em casa com mais segurança e sob sua supervisão, um escorregador pode ser uma excelente opção.

Oferecendo diversão garantida para crianças e adultos, os escorregadores podem ser usados em creches, escolas ou playgrounds, de forma que você pode incorporá-lo em seu negócio como um atrativo para os clientes.

Então, se você quer descobrir como usar os escorregadores, seja em casa para o uso recreativo de seus filhos, ou em seu negócio, como um diferencial, confira nossa resenha para entender tudo sobre eles.

Primeiro, o mais importante

  • Quando usado por crianças pequenas, lembre-se sempre de ter a supervisão de um adulto para evitar acidentes.
  • Hoje muitos modelos residenciais e infantis são dobráveis, permitindo que sejam transportados e guardados com mais facilidade.
  • Lembre-se sempre de verificar o peso suportado para evitar acidentes e garantir a integridade do produto.

Ranking: Os 3 melhores escorregadores do mercado

Os escorregadores podem ser encontrados em diferentes tamanhos e feitos em uma variedade de materiais. Para ajudá-lo a encontrar o modelo certo, confira nosso Ranking com alguns dos melhores modelos disponíveis no mercado.

1º - Escorregador Baby Canguri – Mami

O escorregador infantil Baby Canguri da Mami é uma excelente opção residencial ou para o uso em creches, escolas ou parquinhos, pois é pequeno e fácil de montar.

Indicado para crianças de um a cinco anos de idade, ele é produzido polietileno, um material resistente, com acabamento reforçado. Com uma escada de dois degraus e uma rampa vermelha de um metro, com protetores laterais que ajudam as crianças a brincarem com mais segurança.

2º - Escorregador Splash 7000 com Esguicho D'Água – Bandeirante Brinquedos

Seu playground não estará completo até você possuir um escorregador, com esse modelo Splash 7000 da Bandeirante Brinquedos será ainda mais divertido. Perfeito para os dias quentes de verão, ele possui um sistema que esguicha água, tornando a brincadeira mais refrescante e divertida.

Ele possui uma base larga para oferecer maior estabilidade, a escada conta com um corrimão em alto relevo e seus degraus possuem textura antiderrapante. Pode ser utilizado por crianças de três a quatro anos de idade.

3º - Escorregador Infantil Desmontável - Xalingo

Se você procura uma opção portátil para seus filhos brincarem, o escorregador infantil da Xalingo é muito fácil de montar, armazenar ou transportar com você para onde quer que você queira se divertir.

Ele possuiu uma escada com três degraus antiderrapantes e corrimão para oferecer mais segurança às crianças enquanto elas brincam. É indicado para crianças a partir dos três anos de idade.

Guia de Compra

Você certamente se lembra dos tempos de infância e de como era divertido brincar descendo por um escorregador. Mesmo depois de adultos, nós ainda gostamos de aproveitar a rápida descida por um tobogã ou de nos refrescarmos em um escorregador aquático.

Para entender tudo o que é preciso sobre os escorregadores, preparamos um guia de compras especialmente para você.

Imagem de adultos e crianças brincando em escorregador na beira da piscina em um parque aquático.

Para se refrescar no calor, nada mais gostoso que colocar um escorregador na beira da piscina e então aproveitar o dia com seus filhos. (Fonte: dokumol / Pixabay)

O que é um escorregador?

O escorregador é um tipo de produto recreativo comumente encontrado em áreas de lazer, como parques públicos, playgrounds e escolas. Ele é composto de uma escada que permite o acesso a uma rampa por onde a pessoa desliza do topo até a base.

Os primeiros modelos como os conhecemos hoje surgiram primeiramente nos Estados Unidos, em parques de diversão, por volta de 1900 e eram feitos de madeira e metal.

Hoje é possível encontrar escorregadores feitos de plástico e de diferentes tipos de tamanho, permitindo descidas muito mais longas, rápidas e divertidas, seja para crianças ou para adultos.

Imagem de escorregador metálico com escada vermelha, base amarela e rampa verde em parque público.

Os escorregadores são ideais para parques públicos e áreas recreativas. (Fonte: sidorinvaleriy / Pixabay)

Quais são os diferentes tipos de escorregador?

Hoje existem três tipos principais de escorregador. O modelo tradicional é ideal para residências ou parques, são fáceis de montar e requerem pouca manutenção. Além disso, eles são os modelos mais baratos do mercado.

Os escorregadores aquáticos são feitos para serem usados em conjunto com piscinas. Eles ajudam a refrescar o calor, mas são modelos bem mais caros.

Por último, temos os tobogãs, perfeitos para parques de diversão. Por serem mais bem maiores, eles permitem descidas bem mais velozes, mas o preço vai depender muito da elevação e do tamanho do tobogã. Para mais detalhes, confira nossa tabela comparativa.

Escorregador tradicional Escorregador aquático Tobogã
Indicação de uso Ideal para residências ou parques São feitos para serem usados em conjunto com piscinas Perfeito para parques de diversão
Benefícios São fáceis de montar e requerem pouca manutenção Ajudam a refrescar o calor Permitem descidas bem maiores e mais velozes
Preço São os modelos mais baratos do mercado São modelos bem mais caros O preço depende muito da elevação e tamanho do tobogã

Quais são as vantagens e desvantagens de usar um escorregador?

Os escorregadores são uma forma de diversão garantida, o que os tornam um ótimo investimento para seu negócio, pois eles são resistentes e duráveis. Com pouca manutenção, é possível tê-lo por muitos anos.

Porém, é preciso considerar algumas desvantagens. Eles ocupam um espaço considerável. Além do espaço pelo escorregador, ainda é preciso considerar uma zona de utilização para as pessoas circularem e por serem altos e oferecerem risco de queda, o uso de crianças pequenas requer a supervisão de um adulto. Veja a tabela abaixo.

Vantagens
  • Escorregadores são uma fonte de diversão garantida
  • Eles podem ser um ótimo investimento para seu negócio
  • Resistentes e com pouca manutenção, duram por muitos anos
Desvantagens
  • Eles ocupam um espaço considerável
  • Além do escorregador, é preciso considerar uma zona de utilização
  • Por oferecerem risco de queda, o uso requer a supervisão de um adulto

Quanto custa?

O preço dos escorregadores vai depender muito do tamanho e do material em que eles são feitos. Os modelos infantis podem ser encontrados numa faixa de R$ 200 a R$ 500.

Modelos maiores, designados para playground e parques estão numa faixa de preço que varia dos R$ 1.000 a R$ 3.000. Os modelos aquáticos e tobogãs podem custar uma pequena fortuna, então é bom considerar se vale a pena como investimento para seu negócio.

Onde comprar?

Você pode encontrar os escorregadores nas principais lojas de brinquedos e artigos infantis ou então em fornecedores que trabalham na área de produtos para parques, playgrounds e artigos para piscinas, no caso dos escorregadores aquáticos.

Caso você não tenha essa comodidade em sua cidade ou região, também é possível encontrar muitos modelos disponíveis online. Todos os modelos exibidos nessa resenha podem ser encontrados na Amazon, assim você vai recebê-los em sua casa com muito mais segurança e rapidez.

Imagem de menina fazendo bolas de sabão em escorregador.

Você pode encontrar um bom escorregador online e recebê-lo no conforto da sua casa. (Fonte: ximagination / 123RF)

Critérios de compra: O que considerar antes de comprar um escorregador

Os escorregadores são uma grande forma de diversão para todas as idades. Antes confinados a parques públicos ou playgrounds, hoje é cada vez mais comum encontrar modelos menores que podem ser usados em casa.

Eles também são uma ótima opção para seus negócios, já que você pode oferecer um espaço para as crianças brincarem enquanto os pais estão comendo ou fazendo compras. Porém, para garantir que está escolhendo o modelo certo, é preciso considerar alguns fatores.

  • Material
  • Tamanho
  • Zona mínima de uso
  • Peso suportado

Leia com atenção cada um dos tópicos abaixo para entender mais sobre o escorregador, assim ele pode ser usado com segurança e se tornará uma fonte de diversão garantida.

Material

Um dos fatores mais importantes quando você estiver escolhendo um escorregador é o material em que ele é feito. Hoje em dia é cada vez mais comum encontrar modelos feitos de plástico, principalmente nos modelos infantis de uso residencial.

No entanto, para áreas externas e em modelos maiores, o ideal é que eles sejam metálicos e com chapas galvanizadas nas rampas, que são lisas e não oferecem riscos, além de serem bem mais resistente ao sol ou a chuva.

E lembre-se de observar também o material das escadas. Elas podem ser feitas de plástico, metal ou madeira.

Escorregador infantil de plástico em praia deserta.

O escorregador de plástico é um dos mais populares pelo seu preço, tamanho e segurança. (Fonte: Andrew Balcombe / 123rf)

Tamanho

O escorregador pode ser encontrado em todo tipo de tamanho, desde os modelos infantis, os médios que são comumente encontrados em parques, até os maiores, como os tobogãs.

E em todos eles, é muito importante conferir as especificações do produto e garantir que você tem o espaço necessário para a instalação. O tamanho da tampa também é importante, pois junto com sua inclinação, esses são fatores importantes para determinar a velocidade atingida durante a descida.

Zona mínima de uso

Seja para o uso residencial ou comercial, é importante considerar uma zona mínima de uso para os escorregadores para facilitar a circulação das crianças ao redor do produto, oferecendo mais segurança na utilização.

A menos que o fabricante ofereça recomendações específicas, o ideal é que você reserve um espaço com ao menos 1,80 metros acrescidos ao tamanho ocupado pelo escorregador, ou no mínimo 1,20 metros.

Escorregador infantil de plástico em parquinho de condomínio.

O escorregador precisa de um espaço ao redor para circulação das crianças. (Fonte: Olga Sapegina / 123rf)

Peso suportado

O peso suportado vai depender do tamanho e do material do escorregador, além de tipo de seus suportes. É muito importante verificar as especificações do produto para evitar acidentes.

Nos modelos infantis, o mais comum é que eles suportem de 20 a 70 kg. Os modelos adultos podem chegar a suportar até 150 kg ou mais, dependendo de sua estrutura.

Respeitando o peso suportado, você preserva o escorregador por mais tempo e não corre o risco de ele quebrar durante o uso.

(Fonte da imagem destacada: Irina Schmidt / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Rosangela é apaixonada por pesquisar e escrever sobre o mundo da moda. Além disso, é especialista em aprender e compartilhar conhecimento sobre o universo das crianças e dos bebês.