Imagem da mão de uma mulher medindo a glicose
Ultima atualização: 16 de abril de 2021

Como escolhemos

12Produtos analisados

16Horas investidas

9Estudos avaliados

57Comentários coletados

Para quem sofre de diabetes, medir o nível de açúcar no sangue é praticamente parte da rotina. Ter um medidor de glicose é tão importante quanto ter uma escova de dentes. É sobre isso que vamos falar no artigo de hoje. Seja bem-vindo ao portal com os guias de compras mais completos da internet.

Nesse artigo você vai aprender a escolher o melhor medidor de glicose e como usá-lo. Além disso, selecionamos os melhores do mercado para você decidir qual deles cabe no seu bolso.




Primeiro, o mais importante

  • Cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de diabetes. Isso representa mais de 6% da população no Brasil.
  • Quem sofre de diabetes precisa checar o nível de açúcar no sangue diariamente. É com um medidor de glicose que esse procedimento é feito.
  • Os aparelhos mais comuns são os que utilizam uma gotícula de sangue.
  • Hoje em dia existem aparelhos que não precisam mais utilizar o sangue para a medição, portanto existem medidores de glicose que não precisam furar o dedo.

Melhores medidores de glicose: nossas recomendações

O medidor de glicose é um aparelho indispensável para quem sofre de diabetes. Com o dispositivo é possível controlar os níveis de açúcar no sangue de casa, e assim manter as taxas dentro do nível de segurança. Selecionamos alguns dos melhores modelos para você escolher o que cabe no seu bolso:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o melhor medidor de glicose

A diabetes é uma doença causada pela falta de insulina ou por ela não trabalhar adequadamente no organismo. Essa ausência ou incapacidade aumenta a taxa de açúcar no sangue, mais conhecido como glicose.

Para manter os níveis de glicose dentro do controle, o diabético precisa medir diariamente. Para isso, ele precisa de um medidor de glicose. Aprenda tudo sobre esse aparelho nesse guia completo.

Homem mostrando resultado de um medidor de glicose.

O nível de glicose normal deve ser inferior a 100 mg/dL. (Fonte: Artem Podrez / Pexels.com)

Quais os benefícios de ter um medidor de glicose em casa?

Contar com um glicosímetro em casa, mais conhecido como medidor de glicose, é uma forma de manter a diabetes controlada. Isso porque é possível checar diariamente os níveis de açúcar no sangue, sem depender de nenhum serviço de saúde.

Esse monitoramento regular proporciona um tratamento mais adequado. Assim, é possível tomar os medicamentos corretamente e manter uma dieta mais equilibrada.

Como o estresse também afeta o nível de açúcar no sangue, o medidor de glicose ajuda a checar um possível pico em um momento de estresse repentino. Além do mais, inspira uma vida mais saudável e ativa. Quando o diabético tem esse controle regulado, é comum que faça mais exercícios, já que a atividade física também ajuda a regular os níveis de glicose.

Vantagens
  • Controle adequado e regular dos níveis de açúcar no sangue
  • Ajuda a manter o tratamento em dia
  • Inspira um melhor controle da dieta
  • Não depende de serviço de saúde para checagem
  • Influencia em uma vida mais ativa
Desvantagens
  • Pode causar desconforto diariamente ao furar o dedo
  • Precisa comprar o aparelho
  • É necessário comprar lancetas regularmente

Como funciona um medidor de glicose comum?

O medidor de glicose comum possui um monitor onde mostra os níveis de açúcar em miligramas por decilitro (mg/dL).

O aparelho tem uma lanceta na ponta. É na lanceta que fica localizada a agulha para furar o dedo. A lanceta é uma tira que recolhe essa gotícula de sangue e faz a análise dos níveis. Por sua vez, o aparelho faz a leitura dessa tira e mostra no monitor.

Você sabia?
Valores normais ficam entre 70 e 100 mg/dL. Quando a pessoa apresenta resultados entre 100 e 125 mg/dL pode indicar uma pré-diabetes. Caso os valores sejam acima de 126 mg/dL frequentemente, tudo indica que a pessoa tenha diabetes.

As lancetas e tiras devem ser imediatamente descartadas após o uso.

Como usar um medidor de glicose corretamente?

A primeira medida é higienizar as mãos com água e sabão. Enxágue bem para remover qualquer resíduo e seque as mãos.

Depois, encaixe uma lanceta no lancetador, que pode ser separado ou não do aparelho. Ligue o medidor de glicose e passe um algodão com álcool no dedo que você vai fazer a medição.

Encoste a ponta do dedo na lanceta e aperte o aparelho para ele furar o dedo. Você pode espremer o dedo para que saia um pouco mais de sangue. Espere a tira absorver essa gota de sangue. O resultado deve aparecer no monitor depois de alguns segundos.

Mão usando lancetador de medidor de glicose

Em alguns aparelhos o lancetador é separado. (Fonte: dmitriy888 / 123rf.com)

Como funciona o medidor de glicose que não precisa furar o dedo?

Para os diabéticos que não se acostumam com o desconforto de furar os dedos, já existe um aparelho que mede a glicose através de um sensor. Embora não seja tão comum ainda, e custe mais caro que o comum, o medidor de glicose FreeStyle Libre é fixado na pele.

O sensor dura 14 dias, sem necessidade de furar o dedo nesse período.

Ele é circular, tem o tamanho de uma moeda de um real e quando fixado na pele gera o desconforto de uma picada. A diferença é que esse único sensor dura 14 dias, sem necessidade de furar o dedo nesse período.

Após duas semanas de uso precisa ser substituído. Para gerar o resultado é só aproximar o aparelho do sensor fixado na pele.

É possível tomar banho normalmente com o aparelho. Só não é indicado ficar com ele em uma piscina por mais de 30 minutos, por exemplo.

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de medidor de glicose

Se você optar pelo medidor de glicose que não fura o dedo, esses critérios não se aplicam. Embora a solução seja muito interessante, ele ainda fica bem mais caro que o comum, por isso não é acessível para todos.

Confira os critérios de compra que selecionamos para você garantir o melhor medidor de glicose:

Tempo de leitura

Tempo de leitura é a quantidade de segundos que o medidor de glicose demora para processar o resultado depois de receber a gota de sangue e mostrar em seu visor. A média do mercado é de apenas 5 segundos. Confira se o medidor que você deseja mostra esse resultado nessa velocidade, pode ser importante numa situação de emergência.

Mão segurando medidor de glicose

O tempo médio de leitura é de apenas 5 segundos. (Fonte: Nataliya Vaitkevich / Pexels.com)

Lancetador

Alguns aparelhos possuem o lancetador externo ao medidor. Outros a fita é acoplada diretamente no aparelho. É uma questão de gosto e adaptação ao uso, mas é um critério que deve ser considerado antes da escolha. Os preços não variam muito por essa razão.

Lancetas

Lancetas são as tiras que acompanham o produto. Elas devem ser descartadas após o uso. Portanto, a quantidade de lancetas que acompanha o produto pode deixar a oferta mais interessante.

Importante: Mesmo que você seja o único a usar o medidor, numa reutilize as lancetas ou tiras de teste.

Bateria

Os medidores de glicose precisam de uma bateria para funcionamento. Geralmente essa pilha vem junto, porém, confira se ela está mesmo incluída. Veja também qual tipo de pilha o medidor requer e se é fácil de encontrá-la para troca. Algumas, como as de relógio, podem ser mais difíceis de encontrar.

Memória de testes

Os aparelhos digitais possuem uma memória de testes. Ou seja, as últimas medições ficam arquivadas e podem ser acessadas. Essa memória varia de 200 para 500. Reflita sobre sua necessidade de memória de testes antes da escolha.

Extras

Um extra interessante é a possibilidade de programar um alarme para te lembrar da medição. Assim não há desculpa para não fazer o controle rígido da sua diabetes.

Resumo

Diabetes é uma doença que atinge mais de 10 milhões de brasileiros. Quem sofre desse problema precisa controlar os níveis de açúcar no sangue e o medidor de glicose é o aparelho utilizado.

O modelo comum faz essa medição através de uma pequena gotícula de sangue que o diabético retira do próprio dedo com a ajuda do medidor. Porém, já existe um modelo que funciona através de um sensor fixado no braço que não precisa furar o dedo por 14 dias.

Ambos fazem a medição precisamente, a segunda opção apenas gera menos desconforto. Esperamos que este guia tenha sido esclarecedor para você que precisa de um medidor de glicose. Acompanhe nosso portal para mais dicas.

(Fonte da imagem destacada: Artem Podrez/ Pexels.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas