mulher olhando calendário preocupada com menopausa precoce
Ultima atualização: 15 de junho de 2021

Ondas de calor, irritabilidade e cansaço excessivo. Todos reconhecem estes como os principais sintomas do climatério. Mas, e quando isso ocorre antes do tempo previsto? A menopausa precoce atinge muitas mulheres em todo o mundo e pode trazer problemas físicos e emocionais.

Por esta razão, preparamos este artigo. Aqui vamos falar sobre as causas e deixar algumas dicas para que você possa reconhecer os sintomas e procurar ajuda especializada. Vem com a gente?




Primeiro, o mais importante

  • A menopausa precoce ocorre quando as mudanças no corpo que levam ao fim da idade fértil acontecem antes dos 40 anos.
  • Os principais sintomas da menopausa precoce são as ondas de calor, a irritabilidade e a dificuldade de concentração.
  • A melhor forma de atravessar esse período com saúde física e emocional é procurando a ajuda de profissionais especializados e obtendo informações sobre a menopausa precoce.

O que é preciso saber sobre a menopausa precoce

A menopausa é um momento pelo qual todas as mulheres sabem que vão passar, cedo ou tarde. No entanto, às vezes ele pode chegar muito antes do esperado. Para algumas pessoas, ela ocorre de forma tranquila, para outras, nem tanto… É sobre isso que vamos falar a partir de agora.

O que é menopausa?

A menopausa é marcada pela última menstruação da mulher. É quando o sistema reprodutivo encerra sua função. A partir deste momento, não ocorre mais a ovulação e, portanto, não é mais possível engravidar.

Este acontecimento é resultado do processo de envelhecimento dos óvulos e queda na produção hormonal. Com o avanço da idade, os ovários param de produzir estrogênio e progesterona (1).

Durante os anos antes da menopausa, a produção de estrogênio e progesterona começa a variar e a menstruação e a ovulação ocorrem com menos frequência.

Quando a menopausa é considerada precoce?

De acordo com estudos científicos, a menopausa ocorre entre os 40 e os 60 anos. Em média, ela fica em torno dos 53 anos (2). Assim, quando a última menstruação ocorre antes dos 40 anos de idade, ela é denominada precoce.

Algumas mulheres não apresentam qualquer sintoma e, simplesmente, param de menstruar. Mas, em geral, não é isso que ocorre. Os sinais do climatério podem se apresentar anos antes da menopausa, ainda que ela seja precoce.

Mulher jovem menopausa precoce

A menopausa precoce ocorre quando o fim da idade fértil acontece antes dos 40 anos. (Fonte: Antonio Guillem / 123rf.com)

Menopausa e climatério são a mesma coisa?

Não, menopausa e climatério são duas situações distintas. Mas, apesar dos conceitos serem totalmente diferentes, eles sempre andam juntos! A menopausa, como explicamos, é a data que marca a última menstruação da mulher.

Antes disso, o corpo feminino passa por diversas alterações hormonais. Este período de mudanças, que erroneamente chamamos de menopausa, é denominado como climatério. O organismo pode entrar nesta fase de transição até oito anos antes da menopausa.

O que pode desencadear a chegada precoce da menopausa?

Existem diversos fatores que podem, isoladamente ou combinados, levar à aceleração da chegada da menopausa (3). Entre os mais comuns, de acordo com evidências clínicas, estão:

  • Histórico familiar;
  • Anomalias genéticas;
  • Doenças autoimunes, como tireoidite, vitiligo e miastenia grave;
  • Distúrbios metabólicos, como diabetes;
  • Infecções virais, como a caxumba;
  • Quimioterapia;
  • Radioterapia;
  • Tabagismo.

É possível engravidar na menopausa precoce?

Menos de 10% das mulheres que entram em um processo de menopausa precoce têm chances de engravidar naturalmente antes que o processo se encerre naturalmente.

No entanto, para as mulheres que ainda pretendem ser mães, pode haver tratamentos hormonais (4) que aumentem essa chance. Este procedimento deve ser adotado em concordância com o seu médico, que poderá esclarecer os riscos e chances de sucesso.

Reconhecendo os sintomas da menopausa precoce

A menopausa precoce pode ser controlada com tratamentos, se identificada cedo. Por isso, é importante reconhecer os sinais do corpo e procurar por um ginecologista assim que perceber que algo está fora do comum.

mulher com menopausa precoce

Os principais sintomas da menopausa precoce são as ondas de calor e a dificuldade de concentração. (Fonte: Josep Suria / 123rf.com)

Quais os principais sintomas da menopausa precoce?

A menopausa precoce pode ocorrer em mulheres a partir dos 30 anos. Para muitas, ela transcorre sem sintomas e só é descoberta quando há muitas tentativas frustradas de engravidar.

No entanto, em boa parte dos casos, os sintomas são os mesmos observados pelas mulheres que passam pela menopausa na idade normal. A seguir, apresentamos uma lista com os mais comuns:

  • Irregularidades nos ciclos menstruais;
  • Ondas de calor na face, pescoço e parte superior do tronco;
  • Palpitações cardíacas, vertigens e fadiga muscular;
  • Cansaço frequente;
  • Alterações de humor (irritabilidade, estresse, tristeza);
  • Depressão e distúrbios de ansiedade;
  • Dificuldade de concentração e perda da memória;
  • Dificuldade para dormir;
  • Queda de cabelos e ressecamento da pele;
  • Secura vaginal;
  • Diminuição da libido;
  • Propensão a acúmulo de gordura localizada.

Se você perceber que alguns destes sinais têm sido frequentes, é hora de conversar com seu médico de confiança. Juntos, vocês poderão definir a melhor forma de atravessar esse período.

Como amenizar os sintomas da menopausa precoce?

Com o diagnóstico adequado, seu ginecologista poderá indicar o melhor tratamento para retardar a menopausa ou deixar que ela flua de forma natural, se este for o seu desejo.

Você também pode contar com alguns suplementos e produtos — de livro a óleo essencial — que ajudam a entender e superar essa transição com mais serenidade:

Conclusão

A menopausa é um momento da vida feminina que precisa ser encarado com naturalidade, como o fim de um ciclo. Mas quando ela chega antes da hora, pode ser difícil lidar com essas mudanças.

Pensando nisso, preparamos este material para esclarecer o que é a menopausa precoce, ajudar a identificar os sintomas e encontrar formas de atravessar esse momento com mais tranquilidade física e emocional.

Se este artigo foi útil para você, que tal compartilhar com amigas que podem estar passando pela mesma dúvida? Muito obrigada e até a próxima!

(Fonte da imagem destacada: Ian Allenden / 123rf.com)

Referências (4)

1. Menopausa. JoAnn V. Pinkerton, Sistema de Saúde da Universidade da Virginia, 2019.
Fonte

2. Menopausa: Marco biopsicossocial do envelhecimento feminino. Vanessa Nolasco Ferreira, Renata Silva de Carvalho Chinelato, Marcela Rodrigues Castro e Maria Elisa Caputo Ferreira. Universidade Federal de Juiz de Fora. 2013.
Fonte

3. Menopausa Precoce. Premature Ovarian Failure; Primary Ovarian Insufficiency. JoAnn V. Pinkerton. Sistema de saúde da Universidade da Virginia. 2019.
Fonte

4. Gravidez após tratamento de menopausa precoce. Juliana Olivieri. PebMed. 2021.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Artigo informativo
Menopausa. JoAnn V. Pinkerton, Sistema de Saúde da Universidade da Virginia, 2019.
Ir para a fonte
Artigo científico
Menopausa: Marco biopsicossocial do envelhecimento feminino. Vanessa Nolasco Ferreira, Renata Silva de Carvalho Chinelato, Marcela Rodrigues Castro e Maria Elisa Caputo Ferreira. Universidade Federal de Juiz de Fora. 2013.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Menopausa Precoce. Premature Ovarian Failure; Primary Ovarian Insufficiency. JoAnn V. Pinkerton. Sistema de saúde da Universidade da Virginia. 2019.
Ir para a fonte
Artigo informativo
Gravidez após tratamento de menopausa precoce. Juliana Olivieri. PebMed. 2021.
Ir para a fonte
Resenhas