Oxímetro
Ultima atualização: 14 de julho de 2021

Como escolhemos

17Produtos analisados

16Horas investidas

5Estudos avaliados

79Comentários coletados

O oxigênio, como sabemos, é essencial à vida. E não se trata de tê-lo apenas em abundância ao nosso redor. É preciso que ele esteja em quantidade adequada no organismo. Quem precisa monitorar esses níveis frequentemente pode contar com o oxímetro.

Este pequeno aparelho é uma forma de monitorar sua saúde e tomar as medidas preventivas ou de socorro, caso necessário. Se você tem a recomendação de usar um, mas não sabe muito bem por onde começar sua compra, este artigo vai mostrar o que é importante avaliar antes de escolher o melhor oxímetro. Acompanhe.




Primeiro, o mais importante

  • O oxímetro é um dispositivo médico de uso domiciliar que ajuda a monitorar a quantidade de oxigênio presente na corrente sanguínea.
  • Os modelos de oxímetro de uso doméstico são portáteis e podem ser usados no dedo ou no lóbulo da orelha.
  • A qualidade do visor do oxímetro é essencial para pessoas que costumam usar o aparelho ao ar livre, como os atletas.

Melhores oxímetros: nossas recomendações

As opções de oxímetro disponíveis no mercado não diferem muito em design, mas podem trazer recursos que são determinantes no dia a dia. Por isso, separamos os modelos mais vendidos e bem avaliados de 2021. Veja quais são:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o oxímetro

Na hora de escolher um item responsável por monitorar níveis vitais do organismo. é comum sentir apreensão. Para ajudar neste momento, vamos usar esta seção para esclarecer todas as dúvidas a respeito do oxímetro e seu uso. Confira cada uma delas a seguir.

oxímetro

O oxímetro é um dispositivo médico de uso domiciliar que ajuda a monitorar a quantidade de oxigênio presente na corrente sanguínea. Fonte: clickandphoto / 123rf.com

O que é um oxímetro?

O oxímetro é um equipamento médico utilizado para medir a saturação de oxigênio no sangue. Em outras palavras, o aparelho exibe a quantidade deste gás que está sendo transportada na corrente sanguínea no momento da medição.

Em geral, é colocado no dedo, mas também pode ser usado no lóbulo da orelha e, além de aferir a saturação do sangue, ainda é capaz de monitorar a frequência cardíaca.

Como funciona o oxímetro?

O oxímetro de uso doméstico, apesar de pequeno e portátil, funciona da mesma maneira que um oxímetro profissional, utilizado em clínicas, consultórios e hospitais. Ainda que variem em formato e tamanho, todos detectam a saturação pelo mesmo princípio.

Quando conectado, pequenos feixes de luz passam através do sangue no seu dedo para medir a quantidade de oxigênio. Isso se dá pela quantidade de luz que consegue chegar ao outro lado.

Quanto mais luz, mais oxigênio. Mas não tente ver isso a olho nu, a diferença é quase imperceptível. O processo é simples e totalmente indolor.

Idealmente, mais de 89% das suas células vermelhas devem estar transportando oxigênio. É isso que significa quando se ouve que a saturação está a 90%, por exemplo.

Para quem o oxímetro é indicado?

O oxímetro de pulso é, geralmente, prescrito para pessoas que têm a possibilidade de apresentar períodos de baixa oxigenação sanguínea, como, na hora de praticar exercícios aeróbicos como correr ou pular corda ou, então, em viagens a altas altitudes.

Além disso, ele pode ser usado para monitorar as condições de saúde em pessoas com doenças que causam dificuldades na respiração, como infecções pulmonares, distúrbios cardíacos e patologias neurológicas.

É sempre bom ter em mente que, se os níveis de oxigênio ficam baixos, prejudicam o funcionamento do corpo e podem levar à sobrecarga dos pulmões, do coração e do cérebro.

oxímetro

Os modelos de oxímetro de uso doméstico são portáteis e podem ser usados no dedo ou no lóbulo da orelha. Fonte: famveldman / 123rf.com

Quais as vantagens de ter um oxímetro em casa?

Como dissemos agora mesmo, manter o nível de oxigênio no sangue acima dos 89% é fundamental para manter o funcionamento dos demais sistemas do organismo. Ter a possibilidade de monitorar esses índices é a primeira vantagem deste aparelho.

No entanto, há alguns outros pontos positivos — e alguns inconvenientes — no uso do oxímetro domiciliar. É o que mostramos no quadro abaixo:

Vantagens
  • Simples de usar
  • Pode ser transportado para a academia ou em viagens
  • Também permite aferir a frequência cardíaca
  • É acessível
Desvantagens
  • Alguns modelos têm baixa autonomia de bateria
  • Pode levar à mania de medir a saturação continuamente
  • Pode dar a falsa sensação de dispensar os cuidados médicos

Quais os tipos de oxímetros e suas diferenças?

Ainda que aparentemente eles sejam bem parecidos, há tipos diferentes de oxímetros. Apesar de que você vai, provavelmente, utilizar um oxímetro de dedo, vale a pena conhecer a diferença entre eles:

Oxímetro de dedo Oxímetro de mesa
Tamanho Menor Maior
Indicação Uso doméstico e consultórios Leitos de hospital e UTIs
Tipo de medição Eventual Constante
Alimentação Bateria ou pilha Rede elétrica ou bateria

Como usar o oxímetro corretamente?

Apesar de apresentar um sistem simples de funcionamento, se não for usado corretamente, é provável que o seu oxímetro registre valores que não correspondem à realidade. Por isso,é fundamental ter atenção a alguns cuidados básicos na hora de utilizar o equipamento.

Para garantir a precisão dos resultados, preparamos um pequeno passo a passo que pode ajudar o uso correto do dispostivo, independentemente do modelo que você escolher:

  1. Lave bem as mãos (ou limpe o lóbulo da orelha, caso vá usar nesse local);
  2. Verifique o nível de bateria do aparelho;
  3. Se estiver frio, aqueça as mãos com água quente ou esfregando uma contra a outra, para estimular a circulação;
  4. Encaixe o oxímetro corretamente no local;
  5. Mantenha o braço e a mão relaxados — apoiada sobre a mesa — durante a medição;
  6. Ligue o equipamento;
  7. Aguarde até o sinal de que a leitura foi concluída.

Critérios de compra: O que levar em conta ao escolher um oxímetro

Chegamos ao momento em que você já se sente pronto para escolher o oxímetro mais adequado para as suas necessidades. Para apoiar ainda mais a sua decisão, separamos alguns fatores que podem ser decisivos na hora da compra e no uso do aparelho. Observe:

Visor

Pode parecer uma bobagem, mas o tipo de visor, o tamanho e as cores das indicações podem fazer toda a diferença na hora do uso, sobretudo para pacientes mais velhos ou com alguma dificuldade visual.

Os modelos mais modernos permitem o ajuste do brilho, o que ajuda nas medições ao ar livre. Além disso, é importante verificar quais informações aparecem no visor e com que clareza elas são apresentadas.

Encaixe

Quase todos os modelos de oxímetro são constituídos em formato de pinça, para permitir o melhor encaixe possível do dedo no leitor da saturação. No entanto, nem todos contam com a mesma abertura.

Por essa razão, na hora de comprar, vale a pena ter certeza de que o aparelho escolhido permite encaixar o dedo corretamente no local indicado. Se tiver dúvidas a este respeito, leia as avaliações de outros compradores sobre a facilidade de uso do dispositivo.

oxímetro

A qualidade do visor do oxímetro é essencial para pessoas que costumam usar o aparelho ao ar livre, como os atletas. Fonte: belchonock / 123rf.com

Funções extras

Mostramos que o oxímetro normalmente já engloba a função de monitor da frequência cardíaca, o que facilita o dia a dia de quem precisa ter atenção aos sinais vitais. Alguns modelos também contam com o medidor de pressão, que é mais uma vantagem que vale a pena considerar.

Os modelos infantis, além de coloridos e divertidos, podem ainda contar com a função de medir a temperatura, dispensando o uso do termômetro infantil.

Além dessa função, verifique se o aparelho escolhido traz alarmes e sinais visuais e sonoros indicando o final da medição e, até mesmo, quando os níveis estão fora do ideal. Esse recurso pode ser especialmente útil para pessoas idosas ou com baixa visão.

Certificações

Estamos falando sobre um equipamento que será utilizado para monitorar a quantidade de oxigênio circulando no seu organismo. E também já falamos sobre os prejuízos da baixa saturação para o coração, os pulmões e o cérebro. Por esse motivo, é preciso ter a garantia de que está utilizando um produto confiável.

Neste sentido, um item que você deve prestar atenção na hora de escolher o seu oxímetro é a certificação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou outros selos normativos, com o Inmetro. Isso indica que o produto passou por avaliações técnicas e é reconhecido como eficaz para esse uso.

Resumo

Cuidar da saúde é uma preocupação universal. E, em muitos casos, o monitoramento constante dos níveis de oxigênio no sangue é uma condição fundamental para controlar o bom funcionamento do organismo.

Por essa razão, falamos aqui sobre o oxímetro. Explicamos o que é este aparelho e como ele funciona. Deixamos uma lista com os mais vendidos do mercado e algumas dicas do que é importante observar na hora da compra.

Esperamos que este material possa ajudar na sua escolha. Se foi útil para você, aproveite para compartilhar essas informações com seus amigos. Obrigado e até logo!

(Fonte da imagem destacada: juanrvelasco / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas