Ultima atualização: 4 de agosto de 2021

Como escolhemos

11Produtos analisados

23Horas investidas

7Estudos avaliados

70Comentários coletados

Você está indo para a praia e está impressionado com a maré colorida refletida na água? Você quer entrar no esporte, ou você já é um surfista com algum conhecimento de surf? Nós encorajamos você a continuar lendo este artigo.

Como você sabe, a prancha de surf é a companheira fiel de todo surfista. É por isso que é tão importante escolher o certo e tomar o melhor cuidado possível. Escolher o modelo que melhor se adapta a você não é tarefa fácil. Portanto, se você quer ser claro sobre sua escolha e ser capaz de dançar a água com sua prancha, nós o convidamos a continuar lendo. Comece a desfrutar deste mundo maravilhoso!




O mais importante

  • A prancha de surf é o principal elemento para o surf. Nele, o surfista é capaz de se mover e realizar manobras enquanto mantém o equilíbrio.
  • Quando se trata de escolher uma prancha de surf, existe uma grande variedade de modelos. A escolha do certo depende de uma série de fatores como a condição física do surfista, sua experiência e o tipo de surf que ele faz.
  • Para escolher a prancha de surf mais adequada para cada pessoa, uma série de critérios de compra deve ser levada em consideração. Estes incluem volume, dimensões, forma, uso, material e barbatanas.

Prancha de surf: nossa recomendação dos melhores produtos

Guia de compra: o que você precisa saber sobre prancha de surf

Depois de olhar para as melhores pranchas do mercado, você pode ter ficado entusiasmado com o surf. Se for o caso, continue lendo. Abaixo, nós respondemos as perguntas mais frequentes sobre pranchas de surf dos usuários online.

Chica surfista con su tabla de surf en el mar

Deixe aqueles que conhecem melhor guiá-lo através da experiência de surf. (Fonte: Cardenas: 1LWl2vhwNBQ/ Unsplash)

Que tipos de prancha de surf podemos encontrar?

Ao escolher nossa prancha de surf, nós encontraremos uma grande variedade de formatos e tamanhos. Eles são adequados para diferentes níveis e condições. Portanto, vamos destacar nove tipos principais de pranchas.
Tipo de prancha Use Características Nível de surfista
Stand Up Paddle Board (SUP) Movendo-se de pé com um remo em diferentes condições de mar. Grande tamanho, largura e espessura. Qualquer.
Longboard Ondas pequenas e médias, a menos que você seja um surfista experiente. Prancha grande, longa com ponta arredondada, estabilidade máxima. Iniciante.
Gun Ondas grandes, arriscadas. Prancha longa, nariz e cauda muito afiados, velocidade e estabilidade. Expert.
Malibu Ondas pequenas, fácil remada. Prancha grande (menor que Longboard), ponta arredondada, fornece estabilidade. Iniciante.
Evolutiva Ideal para aprender a surfar. Nariz arredondado, boa flutuabilidade e estabilidade. Iniciante.
Shortboard Qualquer condição de onda. Prancha técnica, equilíbrio entre velocidade e manobrabilidade. Expert.
Retro Ondas pequenas a médias com pouca potência. Prancha grossa, curta, com muita área de superfície na frente. Médio.
Fish Ondas pequenas a médias com pouca potência. Remada fácil, maneabilidade e flutuabilidade. Iniciante.
Town-in Anexado aos pés e deve ser rebocado por um jet ski. Pequeno, estreito e com pegas. Médio.

Como usar minha prancha de surf?

Para começar a surfar, o primeiro passo é remar (não se esqueça de amarrar a invenção ao tornozelo). Quanto melhor você remar, mais ondas você será capaz de pegar. Para fazer isso, você precisa encontrar o ponto de flutuação da sua prancha. Lembre-se de não se posicionar muito para frente ou muito para trás.

Movimentos

  1. Take off: Isto consiste em, uma vez que você tenha remado para fora para pegar uma onda, agachar-se na prancha.
  2. Botton turn: Isto permite que você escape do lugar onde a onda irá quebrar, ou seja, ir da parte mais baixa para a parte mais alta da onda.
  3. Cut back: Isto consiste em fazer uma volta de 180º para retornar à onda do lado com a maior força.
  4. Reentry: Você tem que se aproximar da crista da onda e depois virar 180º e voltar para a base da onda.
  5. Floater: Ele consiste em flutuar sobre a espuma de uma onda que acabou de quebrar.
  6. Tubo: Possivelmente a manobra mais popular e atrativa no surf. Consiste em andar no interior da onda, através do tubo que se forma à medida que ela se rompe.
  7. Aéreo: Outra das manobras mais marcantes. O surfista aproveita a parede da onda para subir e perder o contato com a água.

Quando devo mudar minha prancha de surf?

Um dos sinais claros é que você acha difícil se atualizar com ela, você perde muito remada. Este é um sinal de que você não tem litros, ou seja, você precisa de uma placa com mais volume.

Outro sinal para levar em conta são os toques que nossa placa pode ter. Se você pegar uma pancada e não tratá-la corretamente, é provável que sua prancha pegue água. Então o salitre, que é corrosivo, começará a comer a espuma e ficará mais macio.

Você também deve levar em conta outros fatores, como a idade da tábua. Ou, se você está começando a surfar em outras condições e precisa de outro modelo.

Como limpar minha prancha de surf para mantê-la em boas condições?

É tão importante escolher o equipamento esportivo para a nossa prática quanto mantê-lo. É por isso que vamos explicar como manter sua prancha de surf limpa e em boas condições:

  1. Certifique-se de usar uma cera de parafina de qualidade e um raspador ou pente de prancha de surf. A parafina é usada em pranchas de surf para que seus pés não escorreguem uma vez que você pisa nelas. Em outras palavras, cubra essa área para evitar que escorregue.
  2. Aproveite os raios do sol e deixe-os amolecer a cera velha. Se não houver sol, você pode usar o secador de cabelo.
  3. A seguir, é hora de usar o raspador ou pente. Você deve passar o pente cuidadosamente, de um lado da tábua para o outro, de maneira uniforme, até conseguir remover a parafina velha.
  4. Nós recomendamos o uso de removedores de cera naturais, para que esteja completamente pronto. Melhor sem produtos químicos, para ser ambientalmente amigável e evitar danificar a superfície da prancha. Use um pano, fazendo movimentos circulares até secar. Depois disso, ele estará pronto para uma nova camada de parafina.

Como eu reparo minha prancha após um acidente?

Você tira vantagem de um dia de surf poderoso e dá à sua prancha um pouco de afinação. Você então precisa repará-lo para que você possa continuar a surfar com ele e evitar que ele fique com água:

  1. A primeira coisa a fazer é secá-lo muito bem. Podemos deixá-lo ao sol ou secá-lo com um secador de cabelo.
  2. Uma vez pronto, é importante remover as lascas que possa ter e lixá-lo bem para que o reparador se aguente melhor.
  3. Em terceiro lugar, aplique um reparador de forma uniforme. Depois disso, cubra-a com fita adesiva para pressioná-la e evitar que ela se expanda. Coloque-o ao sol para secar.
  4. Finalmente, uma vez sólida, lixe a área suavemente até ficar o mais lisa e uniforme possível.

Como eu pinto minha prancha?

Você quer aproveitar ao máximo seu tempo em casa e dar à sua prancha um novo design? Se assim for, nós o encorajamos a ler em.

Para começar, você deve limpá-la e remover a cera. Uma vez que você tenha feito isso, você deve lixar cuidadosamente a parte onde você vai colocar seu projeto. Depois disso, você pode usar fita adesiva para proteger a placa naquelas áreas que você não quer pintar. Há uma grande variedade de tintas disponíveis como marcadores, tintas à base de água e sprays.

Uma vez terminado o seu design, você estará ansioso para voltar para a praia para pegar algumas ondas e mostrar a nova face da sua prancha. Mas primeiro é importante que, dependendo do tipo de tinta usada, você dê uma camada de verniz. Isto irá proteger seu design e torná-lo mais resistente a pancadas e arranhões.

Varias tablas de surf de diferentes colores

As pranchas de surf vêm em uma grande variedade de tamanhos e formatos. Cada um deles é adequado para cada surfista, levando em conta diferentes fatores como altura, nível e uso. (Fonte: Horne: 757133/ Pexels)

Como transportar minha prancha de surf no carro?

É hora de descobrir novas praias com suas respectivas ondas e você deve transportar sua prancha. A maneira correta e segura é carregá-lo no teto do carro, devidamente posicionado e amarrado para baixo. Para fazer isso, você pode usar um rack de teto rígido, um rack de teto macio ou uma caixa de prancha de surf específica, mas lembre-se que você não está autorizado a carregá-lo dentro do carro

  • Se você estiver carregando mais de uma prancha, coloque-as uma em cima da outra, sendo que a maior delas é a que está embaixo. Note que não é recomendado carregar mais de três pranchas.
  • É melhor colocá-los virados para baixo com as quilhas viradas para cima. Para esclarecer, se você carregar mais de uma prancha, é melhor remover as quilhas para reduzir o volume que elas ocupam.
  • Use duas tiras para prender melhor a prancha. Não esqueça que a alça deve ser esticada para evitar que ela se solte.
  • Finalmente, existem coberturas para proteger sua prancha de possíveis pancadas, sol e calor.

Critérios de compra

É muito provável que se você estiver pensando em comprar uma prancha de surf, seja pela primeira vez ou porque você quer mudá-la, você não tem certeza de qual é a melhor para você. Cada surfista precisa de uma prancha, dependendo de uma série de fatores. Portanto, vamos detalhar os aspectos mais importantes a serem levados em conta na escolha de sua prancha de surf ideal.

Volume

O volume é o espaço dentro de uma prancha de surf, ou seja, o espaço total que ela ocupa. Ela é medida em litros e é um dos fatores mais importantes.

Quanto mais volume uma tábua tem, mais ela flutua. Portanto, é mais estável e mais fácil de remar.

Em contraste, as placas com menos volume são mais rápidas e leves, o que as torna mais difíceis de manusear. Portanto, placas com mais volume são ideais para aqueles que estão na fase de aprendizado e iniciação. Uma série de fatores como peso, altura, idade, fitness, experiência e tipo de ondas também devem ser levados em consideração.

Dimensões

Dois outros fatores a serem levados em consideração ao escolher sua prancha de surf são o comprimento e a largura. Para escolher o comprimento da prancha você precisa levar em conta sua altura, assim como outros fatores.

Quanto mais longa a prancha, mais estabilidade ela proporciona.

Em relação à largura, pranchas mais largas proporcionam mais área de superfície, o que facilita a flutuabilidade e, conseqüentemente, uma remada mais fácil.

As pranchas mais estreitas são mais dinâmicas e proporcionam uma resposta mais rápida.

Forma

Quando se trata da forma da prancha, há uma grande variedade. Portanto, para ajudá-lo a escolher aquele que melhor lhe convém, vamos fazer uma breve explicação de cada um deles

  • Rocker: Quando olhamos para uma prancha de surf de lado, podemos ver sua curvatura, ou seja, seu rocker. Quanto menos rocker a prancha tiver, mais velocidade ela nos dará, mas mais difícil será virar e mudar de direção. Quando o rocker é muito pronunciado, quanto mais manobrabilidade ele nos der, melhor ele vai girar, mas mais lento ele será.
  • Nose: Esta parte da prancha se refere a sua parte da frente, ou seja, a ponta, que também influencia o surf. A seguir, vamos explicar os três formatos que podemos encontrar:
Nose Arredondado Nose Híbrido Nose Pontiagudo
Mais estabilidade e flutuabilidade. Torna mais fácil equilibrar, remar e pegar ondas. Mais velocidade e curvas mais rápidas. Quadros de competição, maior desempenho.
Longboard. Fish. Shortboards e grandes tipo Gun.
  • Tail: Isto se refere à parte de trás da prancha, ou seja, a cauda. Nós podemos encontrar diferentes formas, então vamos explicar as principais:
Round Squash Diamond Swallow Pin
Boa aderência e curvas largas. Forma mais popular. Giros mais rápidos, movimentos de varredura e velocidade mais rápida. Mais manobras e giros mais suaves. Mais aceleração e aderência. Ponta muito fina. Mais aderência, menos manobrabilidade.
Malibu e Longboard. Shortboard e Evolutiva. Shortboard. Fish. Gun.

Uso

Outro fator para levar em conta é o tipo de ondas que vamos surfar, já que cada modelo de prancha é projetado para diferentes condições de onda

  • Ondas pequenas e fracas: Quanto menores e mais fracas as ondas são, maior a prancha deve ser, ou seja, mais volume ela deve ter.
  • Ondas boas e íngremes: Se as ondas estiverem limpas e tiverem um tamanho decente, é aconselhável usar pranchas menores, com menos volume. Isto facilitará uma maior manobrabilidade e permitirá curvas mais apertadas e truques mais avançados.
  • Ondas muito grandes: Ondas maiores foram surfadas em cima de uma Gun, ou seja, uma prancha com mais volume e comprimento. Quanto mais volume, mais fácil é remar e mais estabilidade ele proporciona. Além disso, quanto mais afiada a cauda, mais rápida é a velocidade do surf.

Material

Ao comprar uma prancha de surf, uma das dúvidas mais freqüentes é escolher o material mais adequado. Abaixo, vamos destacar aqueles que são mais comuns

  • Poliéster: Eles oferecem maior flexibilidade. Além de proporcionar uma maior manobrabilidade e uma resposta melhor e mais rápida na água. 80% das placas são feitas de poliéster porque é mais econômico.
  • Epoxy: Eles são mais rígidos. É verdade que sendo mais leves, eles facilitam a remada e a velocidade ao pegar a onda. As placas de epóxi são mais resistentes e duráveis, mas também um pouco mais caras. Deve-se notar que as placas de resina epóxi são mais ecologicamente corretas, pois emitem menos poluentes no processo de fabricação.
  • Corchopan ou espuma: Estes são ideais para aqueles que estão apenas começando a surfar. É um material de alta densidade que torna os hematomas na prancha mais leves.

Quilhas

As quilhas são um elemento fundamental quando se navega. Eles oferecem maior manobrabilidade à diretoria e, ao mesmo tempo, têm uma função de agarramento. Hoje em dia, muitas pranchas são fabricadas com sistemas de aletas intercambiáveis, para que o surfista possa adaptá-las de acordo com suas preferências.

  • Single: Uma quilha. Proporciona maior velocidade e estabilidade, faz curvas mais curtas. É o sistema de barbatanas mais tradicional e pode ser encontrado no modelo Longboard.
  • Twin: Duas barbatanas em paralelo. Eles oferecem velocidade, aderência e maneabilidade, permitindo curvas mais largas e longas. Algumas pranchas de peixe usam este sistema.
  • Thruster: Três barbatanas. Este é o sistema mais popular, oferecendo velocidade, estabilidade e aderência. Este sistema é perfeito para qualquer tipo de onda.
  • Quads: Quatro barbatanas. Também é um sistema muito popular, ele oferece grande velocidade, aderência e potência de aceleração.

Un surfista sobre las olas

O surf é um esporte de equilíbrio e reflexos. Como tudo o resto, requer prática e dedicação. (Fonte: Torobekov: 5694133/ Pexels.com)

Resumo

O principal elemento para o surf é a prancha de surf. Um bom surfista sabe como é importante entrar no mar e aproveitar as ondas. O tipo de prancha determina o estilo e o objetivo de cada surfista. Em resumo, fatores como altura, peso, nível de experiência e uso precisam ser levados em consideração ao escolher a prancha de surf certa.

Ao escolher a prancha de surf certa para você, você encontrará modelos com diferentes materiais. Tenha em mente que isto também influenciará o seu estilo de surf. Não devemos esquecer os cuidados que uma prancha de surf requer e como é importante transportá-la da maneira correta.

Pronto para surfar? Diga-nos nos comentários e não se esqueça de compartilhar em suas redes.

(Fonte da imagem em destaque: Vide: 7502346/ pexels.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas