Imagem em close da mão de uma criança mexendo em um tablet
Ultima atualização: 14 de maio de 2021

Como escolhemos

11Produtos analisados

17Horas investidas

5Estudos avaliados

70Comentários coletados

Hoje em dia fica difícil proibir uma criança de ter contato com as telas. E embora a tecnologia seja vista como vilãs, se usada com moderação, ela pode acrescentar bastante na educação dos pequenos. Pensando nisso, criamos um guia completo sobre o tablet infantil para você!

Aqui você vai conferir os melhores modelos, entender os benefícios para seus filhos e também como usar com moderação. Vem com a gente!




Primeiro, o mais importante

  • O tablet infantil é desenvolvido especialmente para as crianças, por esse motivo ele é diferente de um tablet comum. É geralmente mais resistente e com acesso limitado.
  • É possível permitir que os pequenos usem o tablet sem excesso e se beneficiem dos pontos positivos de ter um. Para isso, é preciso regras e controle dos pais.
  • O tablet infantil tem uma função importante chamada controle parental, aprenda mais nesse guia.

Melhores tablets infantis: nossas recomendações

Quer encontrar o melhor tablet infantil para seu filho? Selecionamos algumas opções para você. Confira:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o melhor tablet infantil

Com tanto acesso a tecnologia é difícil deixar os pequenos de fora do mundo virtual no século XXI. Eles já crescem cercados por telas e conectados. Mas como encontrar o equilíbrio? Fique com a gente para aprender tudo sobre crianças e tablet!

Imagem de um menino de perfil usando um tablet

A Sociedade Brasileira de Pediatria tem algumas recomendações em relação ao uso do tablet por crianças, uma delas é liberar a partir dos dois anos. (Fonte: stem.T4L/ Unsplash.com)

Quais as diferenças entre um tablet infantil e um comum?

O tablet infantil leva esse nome porque ele é desenvolvido especialmente para as crianças. Por esse motivo ele é diferente do tablet comum em alguns aspectos, tanto visuais como funcionais.

Para começar, o tablet infantil é temático - geralmente com personagens de acordo com a idade -, colorido e atrativo para os pequenos. Ele ainda costuma ser mais resistente e ter uma proteção reforçada com capas bem emborrachadas contra impactos.

Um ponto fundamental do tablet infantil é o controle parental.

Embora existam modelos diferentes, a grande maioria possui 7 polegadas e até 16gb de memória de armazenamento. Ele já vem com alguns aplicativos instalados de fábrica voltados para as crianças, geralmente seguindo o tema do tablet.

Um ponto fundamental do tablet infantil é o controle parental. Falaremos mais sobre essa função abaixo.

De qualquer forma, ele possui câmera, conexão com wi-fi, Bluetooth, microfone e outras características de um tablet comum.

Como funciona o controle parental do tablet infantil?

É através do sistema de controle parental que os pais podem limitar o conteúdo acessado pelos pequenos, tanto em relação ao tempo que as crianças passam com o tablet quanto ao que elas podem ver.

Assim como o YouTube e o Netflix têm uma versão kids, você vai deixar o tablet inteiramente seguro para seus filhos.

Esse sistema é importante para protegê-los dos perigos de estar conectado, especialmente em casos de crianças a partir dos 6 anos, que já conseguem escolher com mais facilidade o que acessam.

Na prática, os pais podem bloquear sites e aplicativos específicos. Se a criança possui rede social, os responsáveis ainda podem denunciar publicações inapropriadas para crianças.

Menino deitado na cama com tablet e fone de ouvido

O controle parental é essencial para crianças que já sabem escolher o que acessam com mais facilidade. (Fonte: Emily Wade/ Unsplash.com)

Quais as principais funções de um tablet infantil?

A função principal do tablet infantil é entreter. Portanto, os principais aplicativos disponíveis são jogos infantis. Esses apps que vêm instalados de fábrica, seguem o tema e consequentemente a idade indicativa do tablet em questão.

Com um tablet a criança ainda pode:

  • Assistir filmes usando YouTube ou Netflix kids;
  • Tirar fotos para criar sua própria galeria;
  • Ler livros ou histórias em quadrinhos digitais;
  • Conversar com os pais ou outras pessoas distantes se o tablet tiver a opção de colocar um chip.
Dica: Com o controle parental os pais podem acessar as mensagens trocadas em aplicativos como WhatsApp e Messenger.

De qualquer forma, ao contrário do que se pensa, um tablet pode ser muito útil também para os estudos. A criança pode usá-lo como fonte de pesquisa para realizar tarefas. Ou ainda, os pais podem baixar aplicativos educativos que auxiliem na fase de aprendizagem da criança, como alfabetização, por exemplo.

Qual a idade certa para permitir que a criança comece a usar um tablet?

Essa é uma questão difícil de responder, tendo em vista que os profissionais possuem diferentes posicionamentos. Sendo assim, vamos usar como referência a determinação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Segundo a organização, crianças abaixo de dois anos não devem ter contato com telas, mesmo que de forma passiva. A partir dessa idade é possível inserir um tablet na vida das crianças seguindo essas determinações:

  1. Crianças entre dois e cinco anos devem ter apenas 1 hora de tempo de telas por dia;
  2. Crianças entre seis e 10 anos podem usar telas por até duas horas por dia;
  3. Para os maiores, entre 11 e 18 anos, esse tempo pode ser de até três horas por dia, mas nunca durante a madrugada;
  4. Esses horários devem ser intervalados;
  5. As telas não devem ser usadas na hora das refeições;
  6. O tablet não deve ser usado por até duas horas antes de dormir;
  7. E por fim, é importante que a criança continue brincando ao ar livre.

Se usado da maneira correta, o tablet infantil pode trazer muitos benefícios para as crianças, confira na tabela abaixo:

Vantagens
  • Estimula o desenvolvimento e a atividade cerebral
  • Trabalha raciocínio e lógica
  • Aplicativos podem ajudar na fase de desenvolvimento, como alfabetização
  • Ajuda no entendimento de regras e estimula a disciplina
Desvantagens
  • Médio investimento
  • Precisa de moderação

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de tablet infantil

Deseja permitir que seus filhos façam uso de um tablet? Antes de você escolher um modelo, queremos trazer mais algumas dicas essenciais para você saber escolher o melhor modelo para seu filho ou filha.

Tema e aplicativos

O tema do tablet precisa ser considerado. Existem tablets com temas da Galinha Pintadinha, Barbie, Mickey, entre outros tantos personagens. Isso é importante para agradar a criança e respeitar a idade indicativa dos aplicativos.

Um tablet infantil da Galinha Pintadinha não vai agradar uma criança de 8 anos e os jogos também não serão do interesse dela. Se possível, navegue pelo menu para conhecer quais os jogos disponíveis.

Mão de criança usando um tablet visto de cima

Os jogos e o tema precisam acompanhar a idade da criança. Cuidado para não frustrar seu filho com um tablet infantil demais. (Fonte: Robo Wunderkind/ Unsplash.com)

Memória

A maioria dos tablets possui entre 8 e 16gb de capacidade de armazenamento. Alguns ainda possuem espaço para inserir cartão para expandir a memória.

Para as funções básicas um tablet de 16gb é bem funcional, portanto, se a criança baixar muitos apps ou tirar muitas fotos, um tablet infantil de 32gb pode ser mais indicado.

Bateria

A autonomia da bateria pode ser um ponto de importância em alguns casos. Embora a indicação de uso seja de poucas horas por dia e em intervalos, ter que recarregar o tablet com muita frequência pode ser um incômodo. Preste atenção na duração da bateria antes de precisar de novo carregamento.

Tamanho e peso

O tamanho e o peso também importam. Afinal, lembre-se das pequenas mãozinhas que vão manusear o dispositivo. A criança precisa ter facilidade de lidar com o tablet. Um tamanho mínimo adequado é de 7 polegadas, mas existem tablets infantis maiores. O peso pode variar bastante de um modelo para o outro, especialmente por conta da capa protetora.

Resistência e proteção

Quantos anos a criança tem? Quando são muito pequenos é interessante que o tablet infantil tenha uma boa capa protetora. É normal que os menores não tenham noção de cuidados, e o tablet é um investimento caro.

Portanto, quanto mais emborrachada e robusta a capa for, maior é a garantia de que não vai sofrer com impactos. Ainda, alguns tablets podem vir acompanhados de uma película, outra forma de garantir proteção extra. Muitas vezes esse critério pode desempatar duas ofertas.

Resumo

O tablet infantil é visto como vilão por algumas pessoas, profissionais e métodos, mas ele pode sim ser usado de maneira saudável e até contribuir para o desenvolvimento das crianças. Basta que os pais determinem regras e limitem o tempo de acesso.

É importante que o dispositivo tenha controle parental, assim os pais podem controlar tudo que os filhos acessam. É a forma mais segura de deixar os pequenos conectados. Esperamos que esse guia tenha sido útil para você escolher o melhor tablet infantil para seu filho.

(Fonte da imagem destacada: Kelly Sikkema/ Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas